A graça é mesmo irresistível?



Costumamos muito falar sobre a graça que Deus nos deu, mas será que quando Deus age temos nós como não escolhermos a salvação? É sobre isso que trataremos no artigo de hoje, mas para isso você tem que compreender o que é a graça resistível e o que é a graça irresistível.

A graça resistível: Deus toma a iniciativa para a salvação e por meio de sua graça age em todas as pessoas para convencê-las do Evangelho e capacitar à possibilidade de uma fé sincera. Só depois de uma pessoa ter a fé para salvação por meio do seu livre-arbítrio, ocorre a regeneração. Caso a pessoa não tenha fé, ela pode rejeitar a mensagem de Deus. O ser humano tem livre arbítrio para responder ou resistir a chamada de Deus para salvação.

A graça irresistível: Deus toma a iniciativa para a salvação para aqueles que Ele deseja salvar por meio de sua graça. Para que a pessoa aceite a mensagem do Evangelho, primeiro ocorre a regeneração, e só depois acontece a fé para crer na mensagem. Caso a pessoa rejeite a mensagem, é porque não houve nela a regeneração (que é produzida por Deus); que pode ser explicada por um coração duro que ainda não houve o agir de Deus ou a pessoa já foi predestinada para a perdição e, portanto sempre rejeitará a mensagem.

Precisamos lembrar-nos de algumas coisas que já falamos aqui no blog: sobre o livre arbítrio e a livre agência. O primeiro é a capacidade do homem de escolher a Deus e, o segundo é a incapacidade do homem de escolher o bem (a Deus) conforme diz a Bíblia que não há um justo sequer nem mesmo alguém que escolha o bem. E que nossa conclusão foi que: O livre arbítrio não existe; o que existe é a livre agência. Logo, a ideia de que o ser humano tem livre arbítrio para responder ou resistir a chamada de Deus para salvação (graça resistível), cai por terra e vou explicar o motivo.

A graça é uma obra feita pelo poder de Deus, que abre os nossos olhos e efetua em nós uma mudança de natureza. “Assim, que, se alguém está em Cristo nova criatura é, as coisas velhas se passaram, eis que tudo se fez novo.” (2 Coríntios 5.17). Quando somos convocados por Deus diante da salvação de nossas almas, o Espírito Santo age para que possamos entender a mensagem e assim ter fé para crer em Jesus, vencendo assim a rebelião de nosso coração.

Em Atos 7.51 está escrito: "Homens de dura cerviz e incircuncisos de coração e de ouvidos, VÓS SEMPRE RESISTIS AO ESPÍRITO SANTO; assim como fizeram vossos pais, também vós o fazeis." Como explicar esse versículo já que a graça é irresistível?

Precisamos sempre levar em consideração o contexto histórico e gramatical. Este texto faz parte do testemunho de Estevão, prestes a ser morto. Deixando muito claro, que o povo que se dizia ser de Deus, já havia falhado no julgamento no tempo de Moisés e novamente estavam cometendo os mesmos erros com relação a Jesus. Dito isso, a Bíblia não diz que os homens não podem resistir à graça, mas que eles resistem até que Deus queira vencer essa incredulidade, assim como fez com o apóstolo Paulo posteriormente, pois ele era um dos espectadores da morte de Estevão e ouviu seu testemunho, mas não se converteu ali. Então ela é irresistível desta forma. Deus irá chamar aqueles que Ele predestinou na eternidade passada, através de Sua graça irresistível no presente (Rm 8.29,30). Também precisamos levar em consideração, que Deus não promete salvar a todos, isso não faz parte de Seu plano. Isso não torna Deus de forma alguma injusto, porque na realidade ninguém merecia ser salvo, se Deus salva alguns e não todos, isso é uma demonstração de sua misericórdia em Cristo. Também já falamos sobre isso no blog.

■ A graça irresistível refere à obra soberana de Deus em vencer a rebelião de nosso coração:

“Mas algum de vocês me dirá: ‘Então, por que Deus ainda nos culpa? Pois, quem resiste à sua vontade?’” (Romanos 9.19).

■ O Espírito Santo nos atrai:

Há muito que o Senhor me apareceu, dizendo: Porquanto com amor eterno te amei, por isso com benignidade te atraí.” (Jeremias 31.3).

“Ninguém pode vir a mim, se o Pai, que me enviou, não o atrair.” (João 6.44a).

“Todo aquele que o Pai me der, esse virá a mim; e o que vem a mim, de maneira alguma o excluirei.” (João 6.37).

■ Deus age mudando a nossa vontade:

“O deus desta era cegou o entendimento dos descrentes, para que não vejam a luz do evangelho da glória de Cristo, que é a imagem de Deus. Pois não nos pregamos a nós mesmos, mas a Jesus Cristo, o Senhor, e a nós como escravos de vocês, por amor de Jesus. Pois Deus que disse: ‘Das trevas resplandeça a luz’, ele mesmo brilhou em nossos corações, para iluminação do conhecimento da glória de Deus na face de Cristo.” (2 Coríntios 4.4-6).

■ Os que estão espiritualmente mortos, quando ouvem a voz de Deus, passam a ser espiritualmente vivos:

“Eu lhes asseguro: Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não será condenado, mas já passou da morte para a vida. Eu lhes afirmo que está chegando a hora, e já chegou, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e aqueles que a ouvirem, viverão.” (João 5.24,25).

Conclusão: Todos aqueles que Deus escolheu antes da fundação do mundo são chamados eficazmente por Seu Espírito no tempo estipulado por Ele, tendo suas mentes iluminadas para assim entenderem o Evangelho, nascendo de novo para que possam ver o Reino de Deus e tendo suas vontades renovadas para que voluntariamente venham a Cristo através do arrependimento e fé, que são dons dados por Deus.

Essa graça é chamada de irresistível porque é impossível um eleito resistir ao chamado de Deus em seu coração. Todavia, alguns podem dizer que mesmo o Espírito Santo nos atraindo podemos usar nossa liberdade para resistir ou aceitar o chamado de Deus, porém isso é uma mentira, pois o que a Bíblia ensina é que usaremos sempre a nossa liberdade para resistir a Deus e ser incapaz de nos submetermos a Ele, a não ser que exista uma obra do Espírito sobre o coração humano.

Leia também:


O que achou deste artigo? Foi esclarecedor? Tem alguma dúvida?
Deixe o seu comentário!
Meu e-mail: abileneleite96@gmail.com

Nenhum comentário

AGRADECEMOS SUA VISITA! DEUS LHE ABENÇOE!