Garotas fãs de Cristo: Grande Comissão ou Grande Omissão?

Grande Comissão ou Grande Omissão?


Você já deve ter ouvido falar sobre a grande comissão, descrita em Mateus 28.19,20, certo? Jesus deu essa ordem primeiramente aos apóstolos, e em seguida a todos quantos viessem a crer nEle através dos séculos. Entretanto, nós temos muitas vezes confundido a grande comissão com a grande omissão, já que não nos importamos em fazer missões. E aí, você faz parte de que time: os que pregam as Boas Novas ou os que preferem ficar calados? A partir dessa postagem você terá uma ideia de como começar a fazer a sua parte para a expansão do Reino.


Todo aquele que se diz cristão deve ter responsabilidade quanto a grande comissão, isso significa que cada cristão deve fazer a sua parte para que o Evangelho seja pregado a toda criatura até os confins da Terra. Mas tudo isso se resume ao “como fazer isso?”.

De uns tempos para cá, a igreja tem reduzido o evangelismo apenas em entregar folhetos e dizer “Jesus te ama”. Quem nunca participou de um evento assim? Porém, evangelizar não é dizer apenas “Jesus te ama”, é mostrar o plano de salvação a todas as pessoas. Digo isso porque muitas vezes quando vamos fazer missões falamos tal frase para as pessoas e viramos as costas para entregar o folheto à outra. O problema é que muitos não sabem quem realmente é Cristo e muito menos o que é o pecado. Então como irão crer se não há quem os explique claramente a mensagem da cruz?

Mais uma forma errada de pregar as Boas Novas é quando você diz para alguém aceitar a Jesus. Primeiro, a palavra aceitar menospreza a Cristo, pois dá a entender que Ele está implorando que alguém O aceite. A palavra correta é confessar a Cristo, é declarar que Ele é o Senhor. A Bíblia diz: “Se, com tua boca, confessares que Jesus é Senhor, e creres em teu coração que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo!” (Rm 10.9). Segundo, você deve apresentar o Evangelho de modo claro, mostrando sobre a criação, o pecado, o plano de salvação, a redenção e a ressurreição; falando claramente: “Arrependa-se dos seus pecados; pode ser que Deus lhe aceite, que Ele lhe dê a oportunidade. Busque a Deus em quanto se pode achá-lO.”

Quando você prega o Evangelho de modo errado, você está omitindo a verdade, e isto também é pecado. O modo correto está nas Escrituras Sagradas: “Ele dizia: ‘Arrependam-se, porque o Reino dos céus está próximo’.” (Mt 3.2) e “Arrependam-se, pois, e voltem-se para Deus, para que os seus pecados sejam cancelados.” (At 3.19). E se você não sabe o meio eficaz para abordar uma pessoa na rua, indico que assista ao vídeo abaixo antes de continuar a leitura:



E se você fizer o apelo e tal pessoa vier a confessar a Jesus, o que irá fazer: dizer “amém” e evangelizar outro alguém? Na-na-ni-na-não! É por isso que temos que recorrer sempre aos versos de Mateus 28,19,20 que diz: “Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; Ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” Ou seja, você deve ir evangelizar, mas também discipular ensinando-os a Palavra e os levando ao batismo nas águas. Você precisa formar discípulos de Cristo! Como fazer isso? Logo após a confissão em Jesus, peça com educação uma forma de contato com tal pessoa; assim poderá levá-la a sua igreja, etc. Se estiver evangelizando em outra cidade, apenas mantenha um contato, mas indique alguma igreja séria para que ela possa frequentar. E nunca se esqueça de fazer uma breve oração final.

Para dar início a sua jornada cumprindo a missão, esteja atenta às pessoas a qual convive que não conhecem a Jesus; pode ser seus familiares, vizinhos, amigos, colegas de trabalho ou de colégio. Além das dicas que dei acima quando se conversa principalmente com pessoas que você não conhece, listarei outras para o grupo de seu convívio:

1) Família:

Aproveite as oportunidades quando tiverem reunidos para fazer pequenas pontes para o Evangelho. Não é pelo confronto que você ganha a sua família para Cristo, mas pela ação do Espírito Santo. O apóstolo Paulo certa vez fez uma pequena ponte para pregar em Atenas; havia ali um altar idólatra com a descrição “Ao Deus Desconhecido”, logo pensou rápido e falou para o povo daquela cidade que conhecia o Deus que eles desconheciam, e pregou as Boas Novas. Que ideia fantástica! Por exemplo, vocês estão assistindo um noticiário na TV e passa algo que alguém sofreu um acidente muito grave, mas sobreviveu obtendo apenas alguns arranhões; aí você diz: “Deus deu um grande livramento para esta pessoa. Se não fosse Deus... humm... essa pessoa já estaria morta!”. Pronto! Se o familiar responder algo, tenta sempre colocar o Senhor na conversa.

“E eles disseram: Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e a tua casa.” (Atos 16.31)

2) Vizinhos:

Sabe quando do nada você encontra aquele vizinho que puxa algum assunto para conversar? Essa é hora perfeita para encaixar a pregação das Boas Novas. Você pode proceder da mesma forma que ensinei acima, porém com mais intensidade. Isso significa que você pode mencionar palavras como igreja e convidá-las para participar dos cultos, etc. E quando surgir aquele ganho que ele está interessado em saber mais sobre Deus, aí você pode pregar abertamente.

“Seus vizinhos e parentes ouviram falar da grande misericórdia que o Senhor lhe havia demonstrado e se alegraram com ela.” (Lucas 1.58)

3) Amigos e/ou Colegas.

Como é um grupo de mais intimidade, você deve expor o que você pensa sobre determinados assuntos e também tirando dúvidas que eles têm sobre o Cristianismo. Se surgir alguém que esteja mais receptivo, ofereça estudos bíblicos. Essa é uma ótima forma de cumprir o ide e discipular vidas.

“O homem justo é como uma árvore cujos frutos devolvem a saúde e o vigor da vida. Quem é sábio leva outros para junto de Deus.” (Provérbios 11.30)

Leia também:

Não seja alguém omisso quando o assunto é compartilhar sua fé com outras pessoas. Desenvolva um evangelismo pessoal, e isso significa que você não só deve pregar as Boas Novas quando há uma mobilização de evangelismo na igreja, você deve evangelizar a todo momento.

Gostou da postagem? Deixe um comentário!
Meu e-mail: abileneleite96@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADECEMOS SUA VISITA! DEUS LHE ABENÇOE!