Garotas fãs de Cristo: Não grita comigo! Não me trata assim!

Não grita comigo! Não me trata assim!

Tenho visto tantas meninas que estão num relacionamento amoroso tão conturbado, cheio de altos e baixos, e um dos motivos principais que todas elas me confessam é: “Meu namorado é grosseiro comigo, grita comigo, me trata de um jeito indiferente, e muito ciumento... Ele não era assim quando o conheci e quando começamos a namorar. Meu namorado só me coloca para baixo. O que fazer?”. Por isso, hoje resolvi fazer uma postagem especial para aquelas que estão passando por esse tipo de problema no namoro e também para aquelas meninas que estão solteiras, para que não venham passar por isso futuramente.

O primeiro assunto que eu quero tratar é sobre alguns namorados que proíbem as suas parceiras de saírem com amigos – tanto amigas meninas quanto amigos meninos –, de conversarem com eles... Algumas meninas pensam que é apenas uma forma de carinho do seu namorado porque ele tem ciúmes e blá-blá-blá. Bem, lamento informar, isso não é uma forma de carinho. Você não pode conversar com suas melhores amigas que ele fica com raiva, mas ele pode conversar com os amigos deles sem problema algum? Acorda menina, isso não é normal! É claro que todo casal tem ciúmes um do outro e também podem aconselhar a não ficar perto de tal fulana, pois a tal fulana pode ser uma má companhia, etc. O problema é quando o rapaz é possessivo, acha que você tem que viver da maneira que ele quer e pronto. Posso dizer que há vários tipos de ciúmes, tem aquele ciúme zeloso que o Espírito Santo tem por nós (e que todo casal deve ter), porém há aquele ciúme doentio, possessivo, que ele não deixa você ter vida própria. Isso é bastante prejudicial.

O segundo assunto que eu quero tratar é sobre alguns namorados que não apoiam as suas parceiras em nada. Sabe quando ele te humilha, seja vocês a sós ou entre as pessoas? Querida, isso não é normal. O namorado ideal deve ser um companheiro que te incentiva e te ajuda a crescer. Por exemplo, eu sou um desastre na cozinha, mas venho aprendendo algumas coisas aos poucos, até porque quero me casar um dia. O meu namorado não é daqueles que me coloca para baixo pelo fato de eu não saber cozinhar, pelo contrário, ele todos os dias me incentiva, e tem me ajudado muito a crescer.

O terceiro assunto que eu quero tratar é sobre alguns namorados serem grosseiros e até mesmo gritarem com as suas namoradas. Quando o teu companheiro fica irritado e fica com raiva de você ou de outra pessoa ou com outra situação, como é que ele age? Ele te xinga, te coloca para baixo, não fala de um modo legal com você e até mesmo grita contigo? Querida, as coisas não deveriam ser assim... Você não deve ser tratada dessa maneira!

Você deve fazer a si mesma uma pergunta: “Eu gosto de como ele fica quando está com raiva e irritado?”. Pois se ele age de maneira grosseira contigo, principalmente quando está irritado, você tem grandes probabilidades dele continuar agindo assim quando se casarem. Se ele te proíbe de conversar com seus amigos no namorado, você tem grandes probabilidades dele continuar fazendo isso quando se casarem. Atitudes grosseiras e a maneira possessiva de um namorado podem ser grandes indícios de violência física dentro do casamento.

O que fazer então? Em todos estes casos você primeiramente deve orar a Deus, pedindo para que Ele trate o relacionamento de vocês e os ajudem a ser mais amáveis, um com o outro. Você precisa também ter uma conversa urgente com seu namorado, explicando como se sente, o que deveria ser mudado no relacionamento, etc.

Agora, não entre no erro de pensar que sem fazer o que eu falei tudo isso vai melhorar e que você pode mudar seu namorado. Você não pode mudar ninguém, o único que pode transformar uma pessoa é o Senhor nosso Deus.

Depois da conversa, o seu namorado tem quer compreensível e lutar para melhorar o relacionamento amoroso. Caso contrário, se ele for explosivo depois da conversa não entendendo o seu ponto e/ou você perceber que com o tempo nada melhorou, então é sinal para que você termine o namoro. Pode até ser doloroso para você, mas verá que foi a melhor decisão.

“Do mesmo modo vocês, maridos, sejam sábios no convívio com suas mulheres e tratem-nas com honra, como parte mais frágil e co-herdeiras do dom da graça da vida, de forma que não sejam interrompidas as suas orações.”
(1 Pedro 3.7)


 O que você achou da postagem? Tem dúvidas? Precisa de um conselho? Deixe um comentário!
Meu e-mail: abileneleite96@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADECEMOS SUA VISITA! DEUS LHE ABENÇOE!