Garotas fãs de Cristo: “Não tomar o nome de Deus em vão”

“Não tomar o nome de Deus em vão”

Hoje gostaria de falar do 3º mandamento bíblico, que está registrado em Êxodo 20.7: “Não tomarás em vão o nome do Senhor teu Deus, pois o Senhor não deixará impune quem tomar o seu nome em vão.” Há algum tempo venho refletido sobre isso, e neste final de semana o Senhor me chamou a atenção para isso mais uma vez. O que significa não tomar o nome de Deus em vão?

Esse mandamento é tão sério quanto os outros que no Antigo Testamento a pessoa que não respeitasse tal mandamento era castigada com o apedrejamento (Lv 24.14-16). Mas por que esse mandamento existe? Porque o nome de Deus é santo e deve ser usado com respeito e total reverência.


Na Bíblia “vão” significa “sem valor”, isto é, pronunciar o nome de Deus com desprezo. Porém, de que forma nós desobedecemos o terceiro mandamento? Há algumas formas sutis para isso:

1) Quando dizemos “juro por Deus”. Quem nunca fez isso? Jurar no nome do Todo-Poderoso é errado e é pecado. Jesus mesmo falou sobre isso em Mateus 5.34: “Mas eu lhes digo: Não jurem de forma alguma: nem pelo céu, porque é o trono de Deus.”.

2) Quando colocamos o nome de Deus em interjeições. Por exemplo, “Ai meu Deus”, “Ai, Senhor”, “Ai Jesus”, “Se Deus quiser”, “Pelo amor de Deus”, “Jesus apaga luz”, “Jesus me chicoteia”, etc. E isso não só vale para o nome ‘Deus’ não viu, é para qualquer interjeição que cita qualquer um dos nomes da Trindade; isto é, o Deus Pai, o Deus Filho (Jesus) e Deus Espírito (Espírito Santo). Esse é um dos vícios de linguagens mais difíceis de ser retiradas no nosso falar – mas isso não é impossível! Quero lembrar que dizer “Nossa Senhora!” é mais terrível ainda, sabe por quê? Pois está se referindo a Maria, que para os católicos é a “nossa senhora de aparecida” (a famosa ‘cidinha’).

P.S.: Antes que venha alguém nos comentários para dizer que na Bíblia tem a expressão parecida com “Se Deus quiser”, vamos analisar seu contexto, ok? “Ao invés disso, deveriam dizer: ‘Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo.’” (Tiago 4.15). Versículo isolado para encobrir o pecado é o maior erro desta geração. Este versículo não apóia você falar tais expressões. Vamos ler o versículo anterior para entender? “Vocês nem sabem o que lhes acontecerá amanhã! Que é a sua vida? Vocês são como a neblina que aparece por um pouco de tempo e depois se dissipa.” (Tg 4.14). A tal expressão contida na Bíblia Sagrada significa que nós fazemos tantos planos para o futuro e nem lembramos sequer que a vida é passageira, que Jesus pode voltar hoje mesmo ou que eu e você podemos morrer hoje mesmo. Por que então fazemos tais planos para o futuro? Precisamos lembrar que se for da vontade de Deus eu continuar vivendo eu farei isso ou aquilo outro mais para frente. Viu o significado? A mesma coisa acontece nos versículos de Atos 18.20,21 com “querendo Deus” e 1 Coríntios 16.5-7 com “se o Senhor permitir”.

3) Quando usamos o nome dEle para falar algo que Ele não falou. Com certeza, muitas pessoas já passaram por alguma situação em que alguém foi usado por Deus e disse: “Deus me falou”, “Deus me mostrou”, “Deus me enviou” e lançou aquela profetada. Só que não era nada daquilo, a pessoa estava na carne mesmo e não falou pelo mover do Espírito. Talvez você já fez isso... Não estou dizendo que não podes falar essas expressões, claro que pode, porém deve tomar muito cuidado, pois se não provém do Espírito Santo, Ele irá cobrar isso de você. Lembra de Êxodo 20.7 ? O Senhor não deixa impune quem faz toma o Seu nome em vão.

4) Quando fazemos piadas com o nome dEle ou rimos de piadas do tipo. Sabe quando tem aquela piadinha maldosa que profana o santo nome do Senhor? Então, elas são completamente palavras torpes em nossa boca.

5) Quando usamos por falsa imagem. Como assim? Muitas mães e papais na educação de seus filhos fazem uma imagem falsa do nome do Senhor dizendo: “Deus está vendo! Deus vai te castigar!”. Usa o nome dEle para ameaçar as pessoas.

Resumindo... Colocar o nome de Deus em vão é usar o nome dEle por vícios de linguagem, e não por adoração e/ou necessidade. E depois de tudo o que leu até aqui, peça direção ao Espírito Santo para que Ele possa te ajudar a usar o nome do Senhor só com reverência a partir de hoje. Para que Ele te ajude a “trancafiar” sua língua para não usar de forma fútil o nome majestoso de nosso Pai. E vale a pena lembrar mais uma vez do mandamento e da cláusula nela contida:


“Não tomarás em vão o nome do Senhor teu Deus, pois o Senhor não deixará impune quem tomar o seu nome em vão.” (Êxodo 20.7)


Concorda ou Discorda? Deixe um comentário!
Meu e-mail: abileneleite96@gmail.com

4 comentários:

  1. Maravilhoso seu texto!
    Obrigada por esse conteúdo!
    Que o Senhor te abençoe. :D

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, Graça e Paz! Gostaria de lhe perguntar algo fugindo um pouco do assunto. Você cita um lei de Exôdo 20, ou seja, os 10 mandamentos. Gostaria de saber se assim como você observa o 3 mandamento, se você também observa o 4? Aparentemente, pelas suas postagens, acredito que não. Gostaria de saber também o por quê? Seria uma conveniência?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Graça e paz!

      O quarto mandamento fala sobre a guarda do sábado, e irei fazer uma postagem especialmente para detalhar e explicar sobre este mandamento e motivo pelo qual os cristãos não o guardam.

      Estarei explicando resumidamente aqui. Na Bíblia está escrito: "Portanto, não permitam que ninguém os julgue pelo que vocês comem ou bebem, ou com relação a alguma festividade religiosa ou à celebração das luas novas ou dos dias de sábado. Estas coisas são sombras do que haveria de vir; a realidade, porém, encontra-se em Cristo." (Colossenses 2.16,17)

      Ou seja, o "guardar o sábado" era uma lei cerimonial que representava uma coisa maior (uma "sombra") que haveria de ser revelado posteriormente. E de fato foi revelado, pois essa "sombra" era Cristo.

      E existe um significado espiritual para isto. Antes, o sábado era o descanso e a libertação do trabalho. Porém, Cristo nos trouxe o descanso e a libertação do pecado. E essa libertação e descanso que Jesus nos dá hoje, é uma "sombra" do descanso que os cristãos experimentarão no céu. "Assim, ainda resta um descanso sabático para o povo de Deus." (Hebreus 4.9)

      É por isso que os cristãos não "guardam" o sábado.

      Espero ter lhe ajudado. =D

      Excluir

AGRADECEMOS SUA VISITA! DEUS LHE ABENÇOE!