Filme: Para Salvar Uma Vida | #Resenha

 


O filme “Para salvar uma vida” é confrontador, isso porque sua temática gira em torno de vários conflitos que adolescentes e jovens passam; principalmente a angústia, a dor no coração e a vontade de tirar a própria vida por não conseguir lidar com diversos problemas. Além disso, traz histórias paralelas que diz respeito a tanta hipocrisia que se vê no meio da igreja.

 

E da mesma maneira que vocês já estão acostumados, vou compartilhar nesta resenha a sinopse, o que eu achei do filme, minhas considerações, trilha sonora e claro, não poderia faltar as falas de alguns personagens que são marcantes. Então, sem enrolação vamos direto ao ponto!

 

Título Original: To Save a Life

Ano: 2009

Categoria: Drama

 

Sinopse

 

O filme conta a história de Jake Taylor, um jovem que tem tudo: fama, uma bolsa de estudos pelo time de basquete, a namorada que era a garota mais desejada do colégio. Por outro lado, Roger Dawson não tinha nada. Não tinha amigos nem esperança. Roger sempre era humilhado e deixado de lado. Jake e Roger eram melhores amigos quando crianças, mas a popularidade de Jake os afastou, uma vez que Roger não era tão despojado quanto Jake. Roger não mais se adequava ao estilo de vida de Jake ou de qualquer outro grupo de pessoas. Isto foi o fim do mundo para Roger, o que o fez levar uma arma para a escola, escondida em sua mochila. Magoado com seu estilo de vida, ele tomou uma trágica decisão: tirar a sua própria vida. Jake, desesperado, não consegue impedir Roger e isto o faz sentir-se culpado, abalado em seu “mundo perfeito”. Algo então faz com que Jake veja o mundo de outra forma e o faz questionar o seu modo de viver.



Minha Opinião

 

O filme “Para salvar uma vida” é bem impactante, pois logo em seu início temos que lidar com o fato de um jovem esquecido e que sofria bullying na escola ter tirado sua própria vida por não aguentar mais viver daquela forma. Afinal, todos nós conhecemos alguém assim, deixado de lado seja pelos colegas por ser “esquisito” ou por não se enquadrar no nível de popularidade de alguns. Mas o que a gente tem feito por essas pessoas? Nos distanciamos delas ou nos aproximamos demonstrando o real sentido de amar o próximo como a nós mesmos?

 

O longa metragem também aborda questões como complexos de rejeição social (incluindo a prática de se cortar), conflito com os pais, namoro, divórcio, a luta contra a hipocrisia eclesiástica, fé e aborto. Um enredo que em duas horas faz todos se emocionarem.

 

“Para salvar uma vida”, mostra claramente a necessidade de se ter amor ao próximo e acolher as pessoas com amor independente dos que elas fizeram; porque todos nós cometemos pecados. O filme mostra que nem todos os que estão na igreja são verdadeiramente cristãos, falando sobre a hipocrisia que ocorre dentro de nosso meio. Além disso, apresenta bem o que é a unidade cristã e a importância de estarmos todos próximos uns para com os outros.

 

O que nós temos feito para salvar uma vida? Esta é uma reflexão que fica “martelando” em nossa cabeça após assistir o longa metragem.

 

É bom lembrar que o filme possui uma continuação em um livro chamado “A escolha de Jake”; que faz a gente entender a decisão tomada pelo protagonista da história. Até porque se explicassem a escolha do personagem, o filme não acabaria nunca. Então, é uma boa leitura para entender o que deixou de ser mostrado.

 


Trilha Sonora

 

“Dare you to Move” – Switchfoot

 

“Shine On” – NeedToBreathe

 

“Bounce” – J-Rus

 

“Sunset Cliffs” – Paul Wright

 

“Hero (So Wake Up)” – Superchick



Quotes

 

“Você sabe que Deus não tem uma boa reputação hoje em dia com todas essas maluquices rolando no mundo. A gente pensa: Por que Ele não faz alguma coisa? Por que Ele não faz isso parar?”

 

“Alguém já te perguntou como você está de verdade?”

 

“A igreja é pra ser um lugar onde você não tem que fingir que ‘tá tudo bem’ e que você não tem problemas. Um lugar onde você pode ser quem você é e não ser julgado por isso.”

 

“Qual é o propósito de tudo isso se vocês não fazem nada pra mudar?”

 

“Normalmente eu não gosto de ficar perto de muita gente.”

 

“Meus pais se divorciaram e achei que a culpa era minha.”

 

“Deus não é uma espécie de gênio da lâmpada e você não deve se voltar pra Ele só quando as coisas vão bem. Ele está sempre com você!”

 

“Deus quer muito mais pra sua vida do que simplesmente ‘ela esteja bem’.”

 

“Alguns de vocês aqui estão sofrendo por causa de outra pessoa; e sabe qual deve ser a sua reação? Mostrar a essa pessoa o amor incondicional de Deus.”

 

“Deus nos fez para vivermos em comunidade, pra gente rir, chorar, sofrer e comemorar uns com os outros. Não importa pelo que estivermos passando.”

 

 

Você já teve a oportunidade de assistir esse filme? Ou ainda não assistiu e ficou curiosa para saber o que acontece? Deixe seu comentário. E não se esqueça de nos seguir no Instagram @GarotasfasdeCristo e em nosso Twitter @_GFDC. Mil Beijinhos... =*

 

Ah, e se você um dia já pensou em tirar a própria vida ou ainda pensa nessa possibilidade, nos mande um e-mail pata que possamos conversar e você tenha alguém para desabafar. Não passe por essa fase sozinho, lembre-se que Deus está com você!

 

Meu e-mail: abileneleite96@gmail.com

Nenhum comentário

AGRADECEMOS SUA VISITA! DEUS LHE ABENÇOE!