Reconhecerei a minha mordomia



“Reconhecerei a minha mordomia” é o terceiro ideal das Mensageiras do Rei (uma organização missionária para meninas de 9 a 16 anos das igrejas Batistas). Já falamos sobre o primeiro ideal que diz respeito à oração, também já falamos sobre o segundo ideal que diz respeito à Palavra de Deus e agora vamos falar sobre a mordomia cristã. Você reconhece que tudo o que possui vem do Senhor? Se sua resposta for não, comece a ler este artigo imediatamente, porque Deus quer moldar isso em sua vida. Caso sua resposta seja sim, comece a ler este artigo imediatamente, porque Deus quer lhe mostrar a mordomia cristã vai muito além do que você mesma imagina.

“Do Senhor é a terra e a sua plenitude, o mundo e aqueles que nele habitam.”
(Salmos 24.1)

Através do ofício da mordomia cristã aprendemos administrar o que Senhor nos dá nesta Terra. Mas para isso, você precisa saber quais são os tipos de administrações que Deus exige do Seu povo para exercer esse ofício de modo exemplar, da maneira que Ele quer. E neste artigo você aprenderá quais são esses tipos de mordomia que existem:

Dos Dízimos e das Ofertas

Dízimo é a décima parte do que Deus nos dá, e quando entregamos o dízimo em forma de dinheiro, estamos devolvendo ao Senhor o que Lhe é de direito, pois foi por causa dEle que nós temos um trabalho. “Dai a Deus o que é de Deus” (Mateus 22.21c). Fazendo assim estamos agradecendo ao Senhor pelo nosso sustento e quando não fazemos isso estamos roubando de Deus. “Roubará o homem a Deus? Todavia, vós me roubais e dizeis: Em que te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas.” (Malaquias 3.18).

A oferta é o que os filhos de Deus dão a Ele além do dízimo, pois um bom mordomo faz o seu serviço muito além do que é exigido. Não podemos nos acomodar e entregar ao Senhor apenas o dízimo, porque Ele merece muito mais.

E qual a diferença dos dois? O dízimo é 10% de toda sua renda para o mantimento na casa do Senhor. “Trazei todos os dízimos à casa do Tesouro, para que haja mantimento na Minha casa.” (Malaquias 3.10a). E a oferta é o que você dá além do dízimo para custeio de outras despesas.

“Cada um contribua segundo tiver proposto em seu coração, não com tristeza ou por necessidade; porque Deus ama a quem dá com alegria” (2 Coríntios 9.7)

Dos Bens Materiais

Continuando na mesma essência do dinheiro, há a mordomia dos bens que nada mais é do que cuidar bem dos bens matérias que o Senhor lhe deu para administrar, pois tudo o que você tem, não pertence a você, mas sim de Deus. Ganhando honestamente com esforço do seu serviço; gastando de forma equilibrada e economizando, mas não se apegando ao dinheiro.

“Pois nada trouxemos para este mundo e dele nada podemos levar.” (1 Timóteo 6.7)

Do Corpo

O nosso corpo foi criado por Deus e é habitação do Espírito Santo (1 Co 6.19,20), portanto devemos evitar tudo que afeta o nosso corpo, para mantê-lo puro e limpo tanto espiritualmente quanto fisicamente.

O que nós devemos fazer? Estar dispostas a ingerir alimentação saudável; controlar o apetite; usar vestimentas decentes, modestas e discretas; não ingerir bebidas alcoólicas e nem usar nenhum tipo de drogas e entorpecentes; não se prostituir (Sabe aquele beijo na boca sem compromisso de namoro? Sabe aquela mãozinha boba em partes íntimas? Isso também é prostituição!); andar em santidade, etc.

“Amados, visto que temos essas promessas, purifiquemo-nos de tudo o que contamina o corpo e o espírito, aperfeiçoando a santidade no temor de Deus.” (2 Coríntios 7.1)

Do tempo

O tempo é algo muito precioso, porque nossa vida aqui na Terra é passageira e precisamos aproveitar cada segundo de maneira sábia, não sendo preguiçosas e nem vivendo na ociosidade, isto é, sendo uma desocupada; mas também sabendo separar um momento para descanso e lazer. Portanto, administre o seu tempo com todo equilíbrio.

E que tal dizimar o seu tempo para o Senhor? Ou seja, dando a décima parte do seu dia a Deus. Pois o dia tem 24 horas, então separe 2 horas e 40 minutos por dia para se dedicar em sua vida espiritual com oração, leitura e meditação da Bíblia e jejum. Pode ser horário sem interrupções, ou separar por partes pela manhã, tarde e noite.

“Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu.”
(Eclesiastes 3.1)

Do Cuidado com a Natureza

O cuidado com a natureza também é uma demonstração da mordomia cristã; é uma demonstração que nós estamos nos preocupando com o meio em que vivemos. Por esta razão, economize a água; não jogue lixo na rua; separe o lixo reciclável e tenha todo o cuidado com a natureza. Porque assim como desde o início Deus pediu para que Adão cuidasse do Jardim do Éden, assim Ele espera que nós cuidemos da natureza.

“O Senhor Deus colocou o homem no jardim do Éden para cuidar dele e cultivá-lo.” (Gênesis 2.15)

O que você achou deste artigo? Deixe o seu comentário!
Meu e-mail: abileneleite96@gmail.com

Nenhum comentário

AGRADECEMOS SUA VISITA! DEUS LHE ABENÇOE!