Garotas fãs de Cristo: Controle a sua língua, garota!

Controle a sua língua, garota!



As garotas são reconhecidas por falarem demais, principalmente quando estão todas reunidas. Sei como é difícil não fazer uma “fofoca”, mas você sabia que a Bíblia diz que precisamos ter controle sobre a nossa língua e que fofoca não é coisa de quem é cristão? Pois bem, por isso resolvi trazer esse assunto à tona e acabar de vez com todas as dúvidas e pôr princípios básicos para nós garotas cristãs seguirmos. E pode ter certeza que esse artigo vai ser um “Fala Jeová” daqueles (risos) que vocês já estão acostumadas.

“Se alguém se considera religioso, mas não refreia a sua língua, engana-se a si mesmo. Sua religião não tem valor algum!”
(Tiago 1.26)

O irmão de Jesus deixou registrado em sua carta o que podemos dizer que é um conselho para todos: Que como cristãos devemos controlar a nossa língua! Em sua carta diz que todos tropeçamos por causa das palavras, e quem diz o contrário, é mentiroso, pois não há como controlar a língua o tempo inteiro, pois o ser humano não é perfeito (Tg 3.1-2). Quem dera se pudéssemos!

Tiago faz comparação entre o freio que se coloca na boca dos cavalos, com o freio que devemos que ter com a nossa língua já que com freio posto no cavalo, ele obedece. Também faz uma metáfora com o navio dizendo que o mesmo é controlado por um pequeno leme, ou seja, a nossa vida é controlada pelo um órgão bem pequeno que é a língua. Também é comparada como um grande bosque quando é incendiado por uma fagulha, porque a mesma é um fogo que pode ser usada para destruir, que devasta sem controle algum (Tg 3.3-6).

Em Tiago está escrito que o ser humano consegue dominar sobre os animais, mas não conseguem dominar sobre a língua. E que com ela podemos bendizer e amaldiçoar, mas que não deve ser assim, nós devemos usar a nossa boca só para abençoar. Porque não pode sair da mesma fonte água doce e água amarga, e nem uma figueira produzir azeitonas, nem uma videira produzir figos; e nem de uma fonte de água salgada produzir água doce (Tg 3.7-12).

O pecado verbal é um dos mais difíceis de ser resistidos, por isso, precisamos pedir ao Senhor todos os dias que nos oriente quando formos falar. Porque uma parte do fruto do Espírito Santo é o domínio próprio (Gl 5.22,23), isto é, o auto controle que só pode ser desenvolvido por quem tem uma vida de intimidade com Deus.

Imagina se Deus fizesse conosco, o que fez com Zacarias, pai de João Batista, por não ter acreditado na promessa que havia de ter um filho que iria preparar o caminho para Cristo? “Agora você ficará mudo. Não poderá falar até o dia em que isso acontecer, porque não acreditou em minhas palavras, que se cumprirão no tempo oportuno.” (Lucas 1.20). Mas sabe o motivo que Ele não faz isso, é para que nós possamos desenvolver o fruto do Espírito que foi mencionado mais acima.

Controle sua língua, garota! Sabe por quê?

Porque quem esconde o ódio e espalha difamações é um tolo. “O coração cheio de ódio produz uma boca mentirosa; a falta de juízo transforma o homem num falador e mexeriqueiro.” (Provérbios 10.18)

Porque quem é cuidadoso no seu falar é sensato. “Quando são muitas as palavras o pecado está presente, mas quem controla a língua é sensato.” (Provérbios 10.19)

Porque o conselho de quem é sensato tem muito valor. “As palavras dos bons são como a prata pura; as ideias dos maus não têm valor.” (Provérbios 10.20)

Porque uma pessoa mentirosa separa até os melhores amigos. “Os maus provocam discussões, e quem fala mal dos outros separa os maiores amigos.” (Provérbios 16.28)

Porque quem não é propositalmente rude no falar evita muito sofrimento. “Você quer ficar sempre livre de problemas e sofrimentos? Fale o mínimo possível e tome sempre cuidado com suas palavras. Você quer saber o que há no coração de um homem que vive zombando de tudo e de todos? Orgulho, convencimento, ódio e atrevimento.” (Provérbios 21.23,24)

Porque quem almeja dias felizes, guarda a sua língua do mal e dos lábios mentirosos. “Você deseja ter uma vida longa e que vale a pena viver? Cuidado então com o que fala! Evite dizer mentiras e falar mal dos outros.” (Salmos 34.12,13)

Porque tudo o que disser aqui na Terra, terá que dá conta no dia do Juízo Final. “Digo-vos, pois, que toda palavra fútil que os homens disserem, hão de dar conta no dia do juízo.” (Mateus 12.36)

Porque em seu lábio deverá sair apenas palavras que edifiquem outras pessoas. “Não saia da vossa boca nenhuma palavra torpe, mas só a que for boa para necessária edificação, a fim de que ministre graça aos que a ouvem.” (Efésios 4.29)

Porque as palavras podem trazer cura. “As palavras do falador ferem como pontas de espada, mas as palavras do sábio podem curar.” (Provérbios 12.19)

Por fim, faça a oração de Davi: “Eu disse: Vigiarei a minha conduta e não pecarei em palavras; porei mordaça em minha boca enquanto os ímpios estiverem na minha presença.” (Salmos 39.1). Fazendo um juramento: “Minha língua proclamará a tua justiça e o teu louvor o dia inteiro.” (Salmos 35.28).

“Mas as coisas que saem da boca vêm do coração, e são essas que tornam o homem ‘impuro’. Pois do coração saem os maus pensamentos, os homicídios, os adultérios, as imoralidades sexuais, os roubos, os falsos testemunhos e as calúnias.”
(Mateus 15.18,19)

“Pois a boca fala do que está cheio o coração.” (Mateus 12:34b). O seu coração está cheio de quê? Pense sobre isso!

O que achou desta postagem? Deixe o seu comentário!
Meu e-mail: abileneleite96@gmail.com

Um comentário:

  1. Artigo para a gente refletir mas no que falamos, temos que pensar se Jesus falaria aquilo que queremos falae.

    ResponderExcluir

AGRADECEMOS SUA VISITA! DEUS LHE ABENÇOE!