Garotas fãs de Cristo: O que é unção?

O que é unção?


Ao me deparar com uma publicação no facebook, fiquei pensando sobre o significado real da palavra unção e o que a Bíblia diz sobre isso. Na tal publicação, o autor dizia que há vários tipos de unções que, segundo ele são: unção de libertação, unção financeira, unção de cura, unção profética, etc. Mas... será que isso é bíblico? Se você quer descobrir, continue lendo esta postagem...

Segundo o dicionário:

Unção: É o ato ou efeito de ungir; de aplicar óleo consagrado numa pessoa.


No Antigo Testamento era comum derramar azeite sobre a cabeça de uma pessoa com a finalidade de consagrá-la e separá-la para um chamado especial. Um exemplo muito conhecido foi quando Samuel ungiu Davi para ser rei em Israel (1 Sm 16.13). Muitos outros também foram ungidos para exercer o sacerdócio, ser rei ou até mesmo profeta. O exemplo mais poderoso de alguém ungido por Deus foi Jesus Cristo. Pois tanto a palavra hebraica “Messias” como a palavra grega “Cristo”, significam “ungido”.

No Novo Testamento vemos que cada um de nós que somos eleitos por Deus somos sacerdócio real (1 Pe 2.9), ou seja, todos nós fomos chamados para exercer um propósito que foi dado pelo Senhor a nós, Seus filhos. E é a partir deste ponto que podemos entender o que de fato é a unção dada por Deus. Vejamos o que as Escrituras Sagradas dizem:

“E vós possuís unção que vem do Santo e todos tendes conhecimento. Quando a vós outros, a unção que dele recebestes permanece em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina a respeito de todas as coisas, e é verdadeira, e não é falsa, permanecei nele, como também ela vos ensinou.”
(1 João 2.20,27)

O único termo bíblico que discorre sobre esse assunto é o termo “unção do Santo” que é mencionada no versículo citado acima. Aconselho que leia todo o contexto desta passagem que se encontra nos versos dezoito ao vinte e nove do texto que foi mencionado acima.

Esta passagem nos mostra que a única e definitiva unção que o cristão deve possuir, e de fato possui, é o Espírito Santo fazendo morada em sua vida (Ef 4.30). A unção que antes era feita de maneira literal com o derramamento de azeite sobre a cabeça, agora é feita de maneira espiritual com o derramamento do Espírito Santo sobre a vida do cristão (At 2.17,18).

Os cristãos são iluminados através do Espírito Santo que esclarece a Palavra e os protege de todo tipo de falsidade que poderia levá-los para o afastamento da verdade do Evangelho (Jo 15.8-15).

A Palavra de Deus também nos diz:

“Mas aquele que nos confirma convosco em Cristo e nos ungiu é Deus, que também nos selou e nos deu o penhor do Espírito em nosso coração.”
(2 Coríntios 1.21,21 – ARA)

“Pois é o próprio Deus que nos dá, a nós e a vocês, a certeza de que estamos unidos com Cristo. E foi Deus quem nos separou para si mesmo. Como dono ele pôs a sua marca em nós e colocou no nosso coração o Espírito Santo, que é a garantia das coisas que ele guarda para nós.”
(2 Coríntios 1.21,22 – NTLH)

“Ora, é Deus que faz que nós e vocês permaneçamos firmes em Cristo. Ele nos ungiu, nos selou como sua propriedade e pôs o seu Espírito em nossos corações como garantia do que está por vir.”
(2 Coríntios 1.21,22 – NVI)

Note que expus acima três versões dos mesmos versículos para comparar e esclarecer o que eles querem dizer. “A certeza de que estamos unidos com Cristo” é a unção que Deus nos dá, e essa segurança é o selo do Espírito em nós. Ao vermos estes dois versículos interligados podemos enxergar que a unção, o selo e o penhor são a mesma coisa. Ou seja, o apóstolo Paulo utilizou uma figura de linguagem para dar ênfase no que estava dizendo, se tratando da mesma coisa em três formas diferentes. Essa figura de linguagem é muito comum na Bíblia tanto no Antigo Testamento quanto no Novo Testamento, um exemplo disto está em Deuteronômio 6.5 que diz: “Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todas as suas forças.”.

A passagem de 2 Coríntios 1.21,22 revela que da mesma maneira que Deus ungiu Jesus para o serviço e ministério, Deus tem nos ungido com o poder do Espírito Santo para nos assegurar e nos habilitar para o serviço e ministério para o qual fomos chamados.

Com isso, podemos concluir que não há nenhuma menção nas Escrituras Sagradas sobre as demais unções que alguns líderes vêm ministrando em seus sermões e estudos. Não há nada na Bíblia referente à unção financeira e nem mesmo à famosa unção do riso, onde supostamente alguns são tomados pelo Espírito Santo e ficam dando gargalhadas por longos momentos. Nada disso é bíblico! Nem mesmo a unção de ousadia, de conquista e de multiplicação, citada em uma famosa música gospel. Logo, todas essas unções criadas são ideias de inspiração diabólica, são ensinamentos que vêm de demônios (1 Tm 4.1).

Por isso precisamos estar atentos a tudo o que nos é ensinado e também precisamos analisar tudo de acordo com o que a Palavra de Deus diz para que não sejamos levados pelos diversos ensinos falsos (1 Ts 5.21; At 17.11). Temos que pôr em prática o que o apóstolo Paulo nos ensinou: “Mas ainda que nós ou um anjo do céu pregue um evangelho diferente daquele que lhes pregamos, que seja amaldiçoado! Como já dissemos, agora repito: Se alguém lhes anuncia um evangelho diferente daquele que já receberam, que seja amaldiçoado!” (Gl 1.8,9).

Portanto, nós não precisamos de uma nova unção ou uma unção nova, pois a única e definitiva unção que precisamos possuir é o selo do Espírito em nós!


O que você achou desta postagem? Há alguma dúvida sobre o que foi abordado?
Deixe um comentário!
Meu e-mail: abileneleite96@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADECEMOS SUA VISITA! DEUS LHE ABENÇOE!