Garotas fãs de Cristo: Masturbação é pecado?

Masturbação é pecado?

Essa é uma daquelas questões polêmicas as quais muitos cristãos têm diferentes posições. Alguns pensam que essa prática é válida e não tem nada a ver, não faz mal algum. Outros já discordam e dizem que é uma prática que não leva à pureza e portanto é um pecado. E você continua naquela dúvida, porque ouve várias respostas diferentes e não sabe qual é a certa e qual é a errada. Por isso resolvi fazer mais uma postagem polêmica a milhares de jovens respondendo uma dúvida cruel que persegue há anos a vida de muitos. Então chega de papo furado e vamos logo ao que interessa!

            O que é masturbação?
         É o ato da estimulação dos órgãos genitais, manualmente ou por meio de objetos, com o objetivo de obter prazer sexual, seguido ou não de orgasmo, sendo uma prática sexual não-penetrativa. O termo “masturbação” foi usado pela primeira vez pelo médico inglês e fundador da psicologia sexual, Dr. Havelock Ellis, em 1898. Foi formado pela junção de duas palavras latinas manus, que significa "mãos", e turbari, que significa "esfregar", com o significado de "esfregar com as mãos".

            Quais são os tipos de masturbação?
         Existem três tipos de masturbação: muda (excitação por pensamentos, leituras ou contemplação); manual (excitação praticada com as mãos nos órgãos sexuais) e a instrumental (excitação obtida através de objetos).
 
Curiosidade! "A idade para o início dessa prática [a masturbação], em geral, é de treze anos para os meninos e quatorze para as meninas." (Adolescentes S∕A, página 33 – Pastor Ciro Sanches Zibordi).



            O que a Bíblia diz?

            Antes de tudo é preciso entender que a masturbação envolve processos que vão além do corpo, isto é, acontecem várias coisas em sua mente. Não venha me dizer que se masturba pensando em nada ou até pensando na paisagem linda que viu da janela do quarto. Me poupe, né? E comumente a masturbação está ligada também a prática da pornografia...
            A masturbação não ocorre com a simples manipulação dos órgãos sexuais – como muitos por aí pensam – é inevitável a presença de imagens eróticas. E por isso essa prática prejudica a mantermos puros. Na verdade a nossa pureza não deve ser somente física (sexo só depois do casamento), precisamos manter também a pureza de nossa mente; este sim é o pacote completo da pureza instituída por Deus.
            A Bíblia diz que os nossos olhos são as janelas de nossa alma (Lc 6.22,23), isto é, tudo o que pusermos diante dos nossos olhos vão entrar em nossa mente, por isso precisamos tomar muito cuidado, pois são os nossos pensamentos que vão guiar a nossa vida (Pv 4.23). E ensina também que nossa mente deve estar cheia com tudo que é “bom e merece elogios, isto é, tudo o que é verdadeiro, digno, correto, puro, agradável e decente.” (Fp 4.8) e a masturbação não nos ajuda nessa tarefa.
            Outra coisa a se relevar é o fato de Deus ter criado o sexo para ser desfrutado dentro do casamento. A masturbação é mais uma tentativa de burlar o que foi instituído por Ele. Sei que nessa fase os hormônios estão a todo vapor, mas não é motivo para colocar de lado o que está escrito na Palavra de nosso Deus. Para falar a verdade, essa prática deturpa o propósito de Deus para o sexo.
            Portanto, masturbação é pecado!

            E as más turbações?

            O pior de tudo da masturbação são as más turbações. Como assim? Sabe aquele sentimento de culpa depois que se masturba? Essas são as más turbações. E isso não acontece só com os jovens cristãos que infelizmente entraram nesta prática, até os não-crentes sentem esse sentimento de culpa e frustração. E com certeza, alguém que foi criado nos caminhos do Senhor se sentirá ainda mais culpado.
            A masturbação prejudica a sua vida espiritual, pois oferece ao Inimigo a oportunidade de acusá-lo, daí você se sente envergonhado por ter tomado esta atitude e sente raiva de si mesmo. E pior, essa prática pode virar um vício.
            A Bíblia diz: “Não se turbe o vosso coração.” (Jo 14.1a); você sabe o que é turbar? Turba-se é torna-se apreensivo; perturbar-se. Muitos jovens depois da masturbação sentem que o seu coração está turbado, arrependem-se, mas não têm a certeza que o Senhor os perdoou; quem está assim é alvo fácil do Diabo.
            Além disso, a prática da masturbação é prejudicial à vida conjugal futura, porque como está acostumada a satisfazer-se com a masturbação, quando casar-se o seu marido talvez não saberá como satisfazer-lhe como você mesma.

“A masturbação nada mais é do que a satisfação dos próprios desejos e da lascívia da sua carne. [...] A masturbação a impedirá de ter orgasmo nos momentos de intimidade com seu marido. A masturbação é uma atitude errada, seja casado ou não.” (O porquê do hímen, páginas 40 e 41 – Shelia Cooley).


            Pequei, e agora?

            Se você já se masturbou alguma vez e até mesmo tem lutado contra isso, tenho algo a te dizer: Deus está pronto a te perdoar! Talvez você esteja pensando: “Não adianta, tenho lutado tanto... Sempre digo que não vou mais me masturbar, porém eu não consigo. Será que o Senhor me perdoa? Será que algum dia vou vencer esta batalha contra a masturbação?”. Então quero que saiba que se você realmente se arrepender de seus pecados o Senhor nosso Deus irá perdoá-lo. “Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1 Jo 1.9). No entanto o arrependimento envolve não apenas a confissão do que já passou, mas também a luta para que o que passou não se repita.
            Eu sei que é uma grande batalha espiritual, o Inimigo irá acusá-lo, mas não se prostre! Não se culpe o tempo todo por fracassar de vez em quando, porque a graça de Deus é poderosa e o poder dEle se aperfeiçoa na fraqueza.
            Se você vier a se masturbar, peça perdão a Deus, pois o sangue de Jesus o purifica de todo o pecado (1 Jo 1.7)!

            Uma luta dentro de você!

            Não poderia deixar de finalizar esta postagem sem deixar algumas dicas para você vencer esse pecado:

            • Evite ficar muito tempo no banheiro. O banheiro pode ser a sua principal dificuldade, sendo assim tome banho de porta aberta e∕ou  leve um sonzinho e durante o tempo que estiver ali coloque músicas evangélicas para ouvir. A adoração inibe a masturbação!
            • Evite ficar muito tempo sozinha no seu quarto. Quando estiver em seu quarto deixe a porta aberta – até mesmo durma com a porta do seu quarto aberta – para que assim o medo de ser pega a protega de não cair em tentação.
            Fortifique-se no Espírito. Fortificar-se no Espírito é encher a sua mente com a Palavra de Deus e ter uma vida de oração constante. A leitura da Palavra não é só uma questão de obrigação, rotina ou disciplina, ela é uma poderosa ferramenta para trabalhar a nossa mente e as nossas ideias. Quanto mais cheios estivermos dela mais forte estaremos com argumentos e versículos para vencer a batalha.
            “Quando sentir necessidade de praticar essa ‘falsificação’ do ato de fazer amor, remova as circunstâncias que permitiriam tal prática. Tente ocupar-se com outras atividades, tais como ler a Palavra de Deus, ouvir fitas de ensino da Palavra, chamar um companheiro de oração, dar uma caminhada, visitar um amigo, ou fazer qualquer coisa que o impeça de estar só.” (O porquê do hímen, página 41 – Shelia Cooley).

Exceção: Se masturbação é “esfregar com as mãos” não há nada de errado em esfregar as mãos em nosso cônjuge. Alguns chamam excitação manual no cônjuge de masturbação; se isso é algo entre o seu cônjuge e você, não é pecado. Porém prefiro entender que esse ato é muito mais uma parte da relação sexual do que a masturbação em si.


“Se o seu olho direito o fizer pecar, arranque-o e lance-o fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ser todo ele lançado no inferno. E se a sua mão direita o fizer pecar, corte-a e lance-a fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ir todo ele para o inferno.” (Mateus 5.29,30)


Fiquem na paz de Cristo Jesus!
Meu e-mail: abileneleite96@gmail.com

10 comentários:

  1. Maravilha! É muito bom postar esses assuntos polêmicos, pois, muitas pessoas ficam com receio de peguntar aos seus líderes sobre tal assunto.

    ResponderExcluir
  2. No meu ponto de vista não é pecado. Você mesmo citou no artigo que existe a masturbação por pensamento(quando pensamos em algo excitante), se um cara vai na praia e vê uma mulher com um corpo bem definido usando biquíni, é obvio que ele vai sentir alguma atração, mesmo que seja pouca,a não ser que o cara for gay.O mesmo vale para as mulheres em relação aos homens, então é impossível escapar da masturbação. E está mentindo a pessoa que dizer que nunca se sentiu atraida por nada!

    ResponderExcluir
  3. Fabiana Nunnes: Verdade. As pessoas ficam com certo medo "o que meu líder vai pensar de mim se eu perguntar isso?" e muitas pessoas são tentadas nessa área. Por isso gosto muito de fazer esses posts polêmicos.
    Beijos!

    Gabriel: "Olhar" e "cobiçar" (se excitar) são palavras completamente diferentes. É normal do ser humano sentir atração. Principalmente o homem quando vê uma mulher bonita passar olha pra ela (já é instinto). Não é pecado dá a primeira olhada; pecado é olhar de novo e ficar olhando sem parar. A Bíblia diz: "Eu, porém, vos digo: qualquer que olhar para uma mulher com intenção impura, no coração, já adulterou com ela." (Mt 5.28). Olhar não é pecado, mas olhar com intenção impura sim (com desejo, com cobiça). Isto é, cobiça vai além do enxergar a existência de uma mulher bonita; por exemplo. Cobiçar é desejar o que está vendo. Quem olha outras mulheres com olhos de cobiça, está desagradando a Deus. (assim também vale para as mulheres).

    ResponderExcluir
  4. E se eu me masturbar pensando em animes?

    ResponderExcluir
  5. Gostei muito desse artigo pois sempre tive minhas duvidas e sempre ficava com minha consciência pesada sempre é mais forte do que eu estou lutando contra isso não ta sendo fácil mas vou conseguir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Na minha opinião não é pecado,pois se foi Deus que criou agente,por que ele criaria isso para nós,se fosse errado ? Não venha dizer "aaah isso é coisa do Diabo" porque não é ! Deus não deixaria o Diabo se quer TOCAR nosso corpo,no meu ponto de vista e não é pecado
      ATENÇÃO AQUI !
      No meu ponto de vista,masturbação só é pecado quando você é casado ! Porque masturbação é nada mais,nada menos que sexo consigo mesmo então masturbação só é pecado quando casado ou namorando !
      VOCÊS DEVERIAM PENSAR MAIS UM POUQUINHA ANTES DE DITAR UMA REGRA NÃO DITA POR DEUS !!!

      Excluir
    2. Anônimo, fico feliz que tenha gostado da postagem e que ela tenha lhe ajudado. Sei que isso não é nada fácil, mas tenha fé que você irá conseguir sim!

      Eu Blogando, masturbação é pecado quando casado, pois não há motivos de você tocar em si mesmo tendo o seu cônjuge para ter relações. Masturbação é pecado quando solteiro (seja namorando ou não), porque pureza sexual não envolve apenas o ato sexual em si, mas também o que a gente tem exposto em nossos olhos e tem enchido as nossas mentes. Se masturbação não fosse pecado, então não teria motivo também para condenar ver vídeos e ler livros pornográficos.

      Você disse que Deus criou a gente, e de fato o Senhor colocou o desejo sexual em nós. Mas apenas podemos desfrutar desse desejo (o ato sexual) quando casados. Por isso, a masturbação é pecado.

      Excluir
  6. Gostaria muito de ajuda!
    Eu gracas a Deus parei com esse pecado!
    So q a culpa ainda ficou!
    E nao tenho coragem de flar com o pastor(sou batizada)
    Por vergonha e medo de ficar em diciplina!

    O q eu faço?
    Me ajudem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não precisa mais ter culpa, já que você se arrependeu do que fez no passado e já pediu perdão. Essa culpa na mente é coisa que o Diabo está colocando, pra fazer você pensar que Deus não lhe perdoou. Quando vier esse tipo de pensamento, diga (em voz alta mesmo): Deus me libertou e Ele me perdoou! Repreenda mesmo esse pensamento.

      Você já pediu perdão a Deus, então não precisa falar com o pastor sobre isso. Apenas se você quiser mesmo; apenas se você acha que vai se sentir melhor assim. Não precisa ter vergonha e nem medo de ficar em disciplina, mas acho isso bem improvável. Conversa com Deus, peça pra Ele lhe dar coragem.

      "Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para perdoar os nossos pecados e nos purificar de toda injustiça.” (1 João 1.9)

      Excluir

AGRADECEMOS SUA VISITA! DEUS LHE ABENÇOE!