Garotas fãs de Cristo: Eu não tenho o dom

Eu não tenho o dom

É bom ser bom em alguma coisa, não é? Ter uma habilidade especial, fazer uma tarefa de um jeitinho todo único, saber que as pessoas te apreciam por isso...

Quando a gente sabe que tem talento para fazer algo, que quando nos dedicamos a determinada coisa, ela sai muito bem feita, a tendência é que comecemos a gostar cada vez mais de fazer tal coisa. E podemos usá-la tanto para o bem quanto para o mal.

Podemos usar nossos dons para obter vantagens em relação a outras pessoas, para obter lucros financeiros ou podemos empregá-los em seus verdadeiros propósitos: para a glória de Deus.

A Bíblia nos ensina que os dons perfeitos vêm de Deus:

Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, que não muda como sombras inconstantes.- Tiago 1:17

É pela graça Dele que seres humanos são capazes de fazer coisas maravilhosas que deixam outros seres humanos de queixo caído. Eu acredito que Deus já está glorificado pelo simples fato de dar um talento a alguém. A pessoa querendo ou não, usando ou não corretamente suas habilidades, não tirará o mérito de ser Deus que a capacita.

Porém, quando uma simples pessoa reconhece a soberania de Deus e admite que não tem o dom, mas que o recebeu de Deus e decide usá-lo para o bem, para serviço do Reino, para levar a mensagem do Evangelho e dar sentido a sua pequena vida, ela pode ser instrumento para coisas bem maiores do que a simples prática de uma tarefa prazerosa que rende elogios.

Falar, cantar, ouvir, dançar, escrever, desenhar, pintar, dançar, interpretar e tantas outras coisas fazem com que cada ser humano seja especial ao seu modo. Mas não seria mais especial ainda entregar aquilo que sabemos fazer de melhor a Deus? Afinal, não foi Ele mesmo que nos deu este presente?


Para pensarmos mais sobre isso, deixo uma música que também reflete este tema: “Eu não tenho o dom” - Marcela Taís: 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADECEMOS SUA VISITA! DEUS LHE ABENÇOE!