Garotas fãs de Cristo: A oração do crente

A oração do crente

                              “Perseverai em oração, velando nela com ação de graças” (Cl 4.2).                                                      
       A Bíblia inteira exorta o crente à oração. Sem esse recurso valioso e indispensável á vitória contra o mal, é impossível o crente e a igreja resistirem às investidas das heresias. Há lugares em que igrejas se dividem perdendo membros para seitas e movimentos estranhos que se apresentam com feição de cristã, de avivalismo e de aparente santidade. Só com muita oração intercessória, sabedoria divina e estudo da Palavra de Deus é que o erro pode ser exposto e repelido.
      A oração faz parte da vida devocional do crente em Jesus, ao lado da leitura da Bíblia e do louvor sincero. Ela deve ocupar um lugar especial em nossa vida diária com Deus. A experiência demonstra que orar, no sentido estrito e pleno desta palavra, não é fácil. O adversário do crente e da igreja sempre engendra um meio para impedir a oração.
Ele sabe que, na vida diária de oração, está o segredo do sucesso pessoal, e também da igreja no sentido coletivo. Davi era homem de oração como vemos em Sl 55.17; 5.2,3; 119.62,147, 164.
     A questão não é apenas orar, mas orar constantemente. Orar não somente muda as coisas, mas também muda o crente. Se você não apenas precisa, mas quer mudar, ore mais e jejue também, se puder. Jesus orou com agonia de alma, vezes seguidas no Getsêmani, diante da extremamente dolorosa missão que deveria cumprir. Diz a Bíblia “orar sem cessar”, uma das razões para o extraordinário  crescimento da igreja em quantidade e qualidade, em seus primórdios, foi a vida de oração dos crentes. Eles “perseveravam... nas orações”.

      “Perseverai em oração, velando nela com ação de graças”. O termo velar, no original, significa “estar vigilante”, “estar alerta”. Como faz a sentinela no seu posto. “Velando nela” quer dizer estar alerta durante o período de oração, por causa dos ardis do inimigo contra a oração. Também significa estar alerta na vida de oração. Em diversas referencias, a Bíblia chama a atenção para o valor da vigilância e da oração, como em 1 Pe 4.7, “vigiai em oração”. É preciso vigiar para que o diabo não nos trague. Em Efésios, está escrito “orando em todo tempo... e vigiando nisso com toda perseverança”.      

Nenhum comentário:

Postar um comentário

AGRADECEMOS SUA VISITA! DEUS LHE ABENÇOE!