Garotas fãs de Cristo: 2013

Como saber se é de Deus ou não?

Como saber se aquele rapaz é o varão de Deus para minha vida? Como saber se é da vontade de Deus que a gente namore ou não? Essas são as perguntas mais comuns que milhares de meninas cristãs ficam se fazendo. E por postar uma mensagem no perfil da GFDC no facebook falando sobre isso uma menina veio e me pediu um conselho, e senti no coração que deveria postar sobre isso aqui no blog. A postagem em questão era a seguinte:

Tem gente que ora assim: “Meu Deus, se eu acordar vivo(a) amanhã eu sei que é de Tua vontade que eu namore com fulano(a)”. Aí a pessoa acorda no dia seguinte e fica “Ai que lindo, Deus falou comigo, vou namorar.

Características do Look da Garota Cristã

Ao ver postagens no facebook de fotos de muitas meninas cristãs, fiquei um tanto quanto chocada. Por que fiquei assim? Ah, por ver que as garotas não estão se dando nenhum valor e nenhum respeito – e depois ficam choramingando quando os rapazes as tratam como objeto – na hora de se vestir. Por isso resolvi fazer este post para ajudá-las a compor um look, e ser bonita sem ser vulgar, e na hora de “bater um flash”, sair bem linda e comportada como uma garota cristã deve ser.

Óculos mais Modernos .. o que acham ?


Olá Meninas o assunto hoje é bem digamos que interessante kkk"
òculos Dos mais normais aos mais modernos , ousados e principalmente que estão na moda !
Assistindo a filmes ,séries notamos que sempre quando tem um Nerd ele usa uns óculos grandes na maioria das vezes preto em volta se usassemos um desses a um tempo atrás seriamos os Inteligentes =) mas Hoje isso mudou e até os famosos óculos "Nerd" estão sendo muito usados até por quem não gosta de estudar kkkk" eles vieram com mais estilo e diversas cores 


Enfim Estes óculos estão em alta varios modelos e estilos para vários gostos. eu estava pesquisando enfim alguns sites sobre este assunto e acabei notando que a maioria deles falam de formato do rosto , qual tipo de roupa ou de rosto que combina com"Tal" armação de óculos, optei por não falar disso aqui mas antes de eu ir ao GRANDE FOCO gostaria de mostrar mais um estilo entre vários que estão sendo muito usados também que é o famoso AVIADOR ! está armação tem tamanhos diferentes porém os mais usados são as grandes
- Detalhe : eu uso óculos aviador no começo é muito dificil de se acostumar principalmente porque chama a atenção confesso que eu ainda não me acostumei mais preciso por conta do Grau kkkk"




- Pronto agora vou para o Foco kkkk" O que voces acham destes estilos ? não estou dizendo que "tal" formato de rosto da pra "tal" armação porque eu penso que independente de tudo o importante é voce se sentir bem !
Mas o que estou querendo dizer é .. Como cristãs para fazer a diferença estes tipos de óculos ficariam estranhos ? Pra alguem que louva , prega faz a obra do Senhor .. estas armações ficariam ruins ? Estou dizendo isso porque foram perguntas que meninas me fizeram quando me viram pregando , louvando com este óculos ..
Mas e voce ? o que pensa sobre isso? eu dei minha resposta minha opinião a ela mais qual é a sua ?

Lembrando que se voce usa armações assim comente aqui sua opinião e se voce não usa comente também ♥
é isso meninas espero que tenham gostado fiquem com Deus ♥
Beijos & Beijos da Thata
kkk aah olhem eu ai com meu aviador 




Descanse em mim - Contos


- Jesus, por favor me ajude ! Me ajude a carregar esse fardo sem reclamar. Está muito pesado, Senhor, mas eu quero continuar carregando. Me dê forças Senhor.

- Filho meu,por que quer carregar esse fardo sozinho se eu estou aqui para te ajudar? Me deixe te ajudar, me deixe cuidar de ti. Eu te ajudo a carregar esse fardo e se você estiver muito cansado para carregar, venha descansar em mim. Eu te darei descanso. O meu prazer é cuidar de você meu querido filho.  Te amo.

- Jesus,estou cheia de problemas, cheia de preocupações. Não aguento mais esse peso.  Por favor me dê graças para suportar.


- Meu filho, não tente resolver todos os seus problemas sozinhas,não fique preocupada pois para cada dia basta seu mal, lembra ? Venha até a mim, me entregue seus problemas suas preocupações. Venha descansar em mim, do resto cuido Eu. Te amo.

- Jesus estou muito preocupada e ansiosa, me ajude a passar por essa provação.

- Meu filho, deixe tudo nas minhas mãos, Eu estou cuidando de você lembra ? Deixe seus anseios e suas preocupações em meu altar e descanse em mim. Vou cuidar de você, não precisa ter medo. Apenas descanse e veja o que farei por você. Te amo.

"Venham a mim, todos os que estão cansados 
e sobrecarregados, 
e eu lhes darei descanso.
Pois o meu jugo é suave 
e o meu fardo é leve".
Mateus 11. 28 e 30


xxx Isabelle

Sementes


A semente cai no solo, esperando por abundância de frutos. Não importa se o solo parece bom ou não aos olhos do semeador. Ele as espalha pelos mais diversos lugares, esperando que ela frutifique. Não é ele quem diz se o solo é bom ou não, ele apenas faz o seu trabalho, dando-lhes a chance de crescer e produzir.

Ele espalha as sementes na beira do caminho. Mas os passarinhos aparecem por lá e comem tudo...

As sementes também caem em um solo com muitas pedras e pouca terra. Como a terra não é funda, as sementes logo brotam. Porém, o sol aparece e as queima, e elas secam por não terem raízes.

Há ainda as sementes que caem em meio aos espinhos. Eles acabam crescendo demais e as sufocando. Impedem que qualquer coisa seja produzida por ali.

Mas há as sementes que caem em terra boa. Elas brotam e produzem na base de trinta, sessenta e até cem grãos por um.

Sabe essa semente que o semeador espalha nesses solos? Então, ela é a palavra de Deus. O solo é o nosso coração.

Quando Jesus diz que o coração é como o solo que fica a beira do caminho, que os passarinhos passam por ali e comem tudo, Ele explica que é porque o inimigo vai lá e arranca a palavra de Deus que foi semeada no coração.

Se o coração for como o solo com muitas pedras e pouca terra, quer dizer que a mensagem de Deus até foi ouvida e recebida com alegria. Mas não criou raízes, então quando chegam sofrimentos e perseguições justamente por conta da mensagem, o dono desse coração acaba abandonando a sua fé.

Já se o coração for como o solo espinhoso, são as preocupações, ilusões e ambições que sufocam a mensagem e ela não produz frutos.

Porém, se o coração for semelhante a uma terra boa, que brota e frutifica em abundância, a mensagem é ouvida e aceita e produz uma grande colheita: trinta, sessenta e até cem vezes mais do que foi semeado.

Quem disse isso foi Jesus, quando contou e explicou a parábola do semeador. (Marcos 4:19 e 14-20)

E então, que tipo de solo você é?

Não faz sentido



A vida é um presente, um dom de Deus. É natural porque já nos acostumamos, mas ao mesmo tempo este mundo em que vivemos e este fôlego que nos mantém vivos não deixam de ser extraordinários.

Pessoas vivem suas vidas com planos, sonhos e propósitos a cumprir. Para serem felizes, para preencherem o vazio da alma, para darem sentido a sua existência.

Só que mesmo com tantos desejos e metas a serem cumpridas. Muita coisa ainda continua sem sentido.

Não faz sentido, por exemplo, trabalhar e estudar tanto e não ter tempo para dar atenção a sua família.

Não faz sentido juntar riquezas e ignorar o próximo que passa fome bem ao seu lado.

Não faz sentido falar mal dos políticos corruptos e passar a perna no colega de trabalho.

Não faz sentido reclamar que falta amor e trair o (a) namorado (a).

Não faz sentido reclamar que ninguém te dá atenção, se você não consegue ter paciência para brincar por míseros dez minutos com uma criança.

Não faz sentido julgar e apontar o pecado dos outros, se você não consegue se livrar do teu.

Não faz sentido ir todo domingo à igreja e no resto da semana viver uma vida dupla, como se Cristo não importasse.

Não faz sentido pedir e não agradecer.

Não faz sentido receber e não compartilhar.

Não faz sentido viver uma vida vazia e egoísta, sendo que você pode deixar Deus guiar os teus passos e te usar para algo maior que tudo isso: glorificar o nome Dele.

Não faz sentido viver um vida sem sentido.

Eu não tenho o dom

É bom ser bom em alguma coisa, não é? Ter uma habilidade especial, fazer uma tarefa de um jeitinho todo único, saber que as pessoas te apreciam por isso...

Quando a gente sabe que tem talento para fazer algo, que quando nos dedicamos a determinada coisa, ela sai muito bem feita, a tendência é que comecemos a gostar cada vez mais de fazer tal coisa. E podemos usá-la tanto para o bem quanto para o mal.

Podemos usar nossos dons para obter vantagens em relação a outras pessoas, para obter lucros financeiros ou podemos empregá-los em seus verdadeiros propósitos: para a glória de Deus.

A Bíblia nos ensina que os dons perfeitos vêm de Deus:

Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai das luzes, que não muda como sombras inconstantes.- Tiago 1:17

É pela graça Dele que seres humanos são capazes de fazer coisas maravilhosas que deixam outros seres humanos de queixo caído. Eu acredito que Deus já está glorificado pelo simples fato de dar um talento a alguém. A pessoa querendo ou não, usando ou não corretamente suas habilidades, não tirará o mérito de ser Deus que a capacita.

Porém, quando uma simples pessoa reconhece a soberania de Deus e admite que não tem o dom, mas que o recebeu de Deus e decide usá-lo para o bem, para serviço do Reino, para levar a mensagem do Evangelho e dar sentido a sua pequena vida, ela pode ser instrumento para coisas bem maiores do que a simples prática de uma tarefa prazerosa que rende elogios.

Falar, cantar, ouvir, dançar, escrever, desenhar, pintar, dançar, interpretar e tantas outras coisas fazem com que cada ser humano seja especial ao seu modo. Mas não seria mais especial ainda entregar aquilo que sabemos fazer de melhor a Deus? Afinal, não foi Ele mesmo que nos deu este presente?


Para pensarmos mais sobre isso, deixo uma música que também reflete este tema: “Eu não tenho o dom” - Marcela Taís: 


Porque Ele amou primeiro



Amor.

Sentimento bonito esse, não é? Realmente é muito bom amar alguém e receber o amor de volta. É bom ter alguém por perto cuidando da gente, querendo ouvir o que temos a dizer, se preocupando até com nossos menores problemas.

Nós amamos nossos pais porque eles cuidam de nós, nos protegem, suprem nossas necessidades e nos dão o maior carinho que podem. Amamos nossos irmãos porque eles são nossos companheiros e sangue do nosso sangue. Amamos nossos amigos porque nos identificamos com eles, porque podemos confiar e contar com eles.

Nos amores citados acima, os dois fatores se misturam, mas dá para perceber que há sempre uma condição estabelecida para o amor. E se elas não existissem, ainda haveria amor? Será que não são elas as razões pelas quais amamos mais as pessoas que se identificam com a gente do que o mendigo que fica ali na esquina, ou a menina chata da sala de aula que insiste em nos provocar?

Afinal, como amar alguém que eu nem conheço (e nem me interesso em conhecer), ou alguém que insiste em me tratar com desprezo?

Em meio a tantos amores, insistimos em afirmar que amamos a Deus. Mas por que? Pelo o que Ele é, ou pelo o que ele nos dá? Porque sabemos que podemos contar com Ele em nossas necessidades ou porque gostamos da companhia Dele? Porque Ele nos brinda com sua misericórdia todos os dias ou porque decidimos entregar a nossa vida a Ele, mesmo que tudo aconteça de forma contrária aos nossos anseios?

Até onde vai esse nosso amor por Deus? Se por amor Dele, tivermos que deixar tudo para trás, nossos sonhos e desejos mais fortes, será que o amor persiste? Se tivermos que perder coisas a que damos valor, seremos capazes de render graças ao nome Dele?

Bem, a resposta para essas perguntas demandam tanta reflexão que eu deixo no ar, para que cada um a tenha em seu próprio coração. Mas de uma coisa eu sei: nós O amamos porque Ele nos amou primeiro. Porque Ele nos salvou, resgatou e regenerou por meio de Jesus. Mesmo não tendo nada que preste dentro de nós. Mesmo tendo toneladas de sujeira dentro do nosso coração. E esse amor não é amor de homem. É amor de Deus. Incondicional. 

O problema é o pecado



Se você parar e pensar um pouco nos problemas que nos afligem a cada dia, se analisar e buscar com afinco a raiz do problema, vai perceber que o pecado é um dos grandes vilões do mundo.

Pecado que se aloja em nossos desejos, preconceitos, medos, segredos e orgulhos... Pecado que escondemos de todo mundo, menos de Deus.

Se finalmente nos dermos conta que o pecado é a causa da maioria de nossas aflições, poderemos então buscar o tratamento para o mal causado por ele: o perdão por meio do amor de Jesus Cristo.

Deixo abaixo para vocês um texto bastante interessante sobre pecado que encontrei no site da Editora Ultimato:

A descoberta do pecado e a descoberta do perdão

Sem diagnóstico, não há tratamento. Sem tratamento, não há cura. Sem cura, o prolongamento da vida é incerto. O mesmo acontece com as doenças da alma.

Pouco antes de sua morte, Jesus explicou que o ministério do Espírito Santo seria convencer o mundo do pecado, da justiça e do juízo (Jo 16.8). A doença da alma é o pecado. Esse é o diagnóstico correto, difícil de ser admitido. A convicção de pecado é a porta de entrada para o arrependimento e o perdão. O processo da salvação começa sempre aí. Porém, além de convencer o pecador do pecado, o Espírito Santo convence-o da justiça de Deus, isto é, da justiça propiciada pela morte sacrifical de Cristo. Apropriando-se pela fé da justiça de Deus, o pecador arrependido é então feito justo e não está mais em débito diante de Deus (Rm 1.17; 5.1; 8.1).

Pouco antes de sua ascensão, Jesus ordenou que seus discípulos percorressem o mundo inteiro anunciando sempre duas mensagens “coladas” uma na outra: a mensagem do arrependimento e a mensagem do perdão (Lc 24.17). O que leva ao arrependimento é a convicção do pecado; o que leva ao perdão é a aceitação pela fé de Jesus como Salvador e Senhor. Sem falar em pecado não há necessidade de falar em perdão. A propósito, é oportuno citar uma observação feita há 65 anos, no Rio de Janeiro, pelo formidável missionário batista William Carey Taylor: “Suponho haver, neste instante, ao menos um milhão de pecadores no Brasil que estão intelectualmente convencidos da verdade do evangelho, faltando-lhes, no entanto, a convicção de pecado para poderem crer e ser salvos” (“Evangelho de João”, 1975, v. 3, p. 104). É o caso de se perguntar: quantos milhões haveria hoje depois do espantoso crescimento de igrejas evangélicas no país?

Pouco antes de sua última ida a Jerusalém, Jesus ensinou aos seus discípulos: “Se o seu irmão pecar, repreenda-o e, se ele se arrepender, perdoe-lhe” (Lc 17.3). Aqui estão, outra vez juntas, as duas obrigações gêmeas: repreender o culpado e perdoar o arrependido.

Um dos deslizes da igreja de Corinto foi a ausência de ambas as providências: eles deixaram de repreender o imoral que chegou a deitar-se com a mulher do próprio pai (1Co 5.1-5) e também deixaram de perdoá-lo depois que ele se arrependeu (2Co 2.5-11).

Elben César

Masturbação é pecado?

Essa é uma daquelas questões polêmicas as quais muitos cristãos têm diferentes posições. Alguns pensam que essa prática é válida e não tem nada a ver, não faz mal algum. Outros já discordam e dizem que é uma prática que não leva à pureza e portanto é um pecado. E você continua naquela dúvida, porque ouve várias respostas diferentes e não sabe qual é a certa e qual é a errada. Por isso resolvi fazer mais uma postagem polêmica a milhares de jovens respondendo uma dúvida cruel que persegue há anos a vida de muitos. Então chega de papo furado e vamos logo ao que interessa!

Realidade ignorada


Quando nos acostumamos com determinada realidade, não é difícil que fechemos os olhos para o que acontece com pessoas que vivenciam uma realidade completamente diferente da nossa. Mesmo que essas pessoas façam parte da nossa família e sejam nossos irmãos.

Vivemos em um país que ao menos em sua constituição, proporciona liberdade religiosa aos cidadãos. Por mais que reclamemos de perseguição por conta de zombarias e discussões com quem não compartilha da nossa fé, temos a certeza que permanecer nela não custará a nossa integridade física, o convívio com nossa família e muito menos a nossa vida. Podemos falar livremente sobre Jesus e temos um local para nos reunirmos com nossos irmãos e adorarmos o nosso Deus. Essa é a nossa realidade.

Já em países do oriente, em que a lei proíbe ou ao menos restringe a diversidade religiosa, diversos de nossos irmãos em Cristo passam por situações de repressão e violência que nem podemos imaginar. Um dos exemplos recentes é o conflito na Síria. Para quem não sabe, uma vila cristã do país chegou a ser atacada (http://www.portasabertas.org.br/noticias/2013/09/2698571/) e pessoas foram decapitadas (!) por não se converterem ao islamismo (http://www.amigodecristo.com/2013/09/cristaos-na-siria-estao-sendo-decapitados-por-se-recusar-a-se-converterem-ao-isla.html).

Já pensou viver em uma realidade de total medo? Consegue pensar como é dormir, sem saber se irá acordar no outro dia? Já imaginou ter que viver fugindo em meio a uma guerra? Não, né? Essa definitivamente não é a nossa realidade.

Em um momento como esse, temos que nos lembrar que esses cristãos que sofrem perseguições a cada dia, são nossos irmãos em Cristo. Somos família, filhos de um mesmo Pai.

Quando o seu irmão se machuca você faz o que? Vive a sua vida como se nada tivesse acontecendo e ainda reclama da sua realidade que é mais amena que a dele? Claro que não. Se eu sei que minha irmã está doente ou machucada, eu me preocupo, quero ajudar. Assim, é mais que óbvio que precisamos fazer algo por nossos irmãos.

Se não podemos ir até onde eles estão para oferecer ajuda, e se não temos dinheiro para apoiar missões e resgates, há algo que podemos fazer e que não custa nada: orar. Vamos nos desligar dos nossos umbigos um pouquinho e pensar no tamanho da dor e do sofrimento que as pessoas têm vivido na Síria. Não só os cristãos, mas todos os inocentes que perderam família e casa no conflito.

Nós sabemos que Deus tem poder e ouve as nossas orações. Então eu proponho que lembremos desses que sofrem ao fazermos nossos pedidos a Deus. Somos um corpo, e como tal devemos cuidar para dos sofrimentos dos membros.

Por fim, fica uma dica para quem quer conhecer mais sobre a realidade de nossos irmãos perseguidos: o site do ministério Portas Abertas. Lá, dá para encontrar notícias e maneiras de oferecer ajuda aos cristãos perseguidos.

Cheios de si



Andamos por aí cheios de nós mesmos. Perdidos em nossos desejos e vaidades. Tudo o que fazemos é querer, querer e querer.

Corremos atrás de conforto. Queremos mesmo é nos sentir bem.

Pensamos no futuro. Não tiramos o pé do passado. Deixamos o presente de lado.

Nos achamos os donos da verdade e tentamos, a todo custo, enfiar a “nossa verdade” por goela abaixo dos outros. “Só” nos esquecemos que a verdade é Jesus, e que nós somos apenas seres humanos. Errantes e arrogantes.

Não percebemos o próximo. Como conseguiríamos então amá-los como a nós mesmos? Afinal, por que se importar com a fome do outro, enquanto em tenho a fatura do cartão de crédito para pagar?

Mal damos importância a dor daqueles a quem chamamos de amigos. Enquanto eles falam, não escutamos direito. E quando é a nossa vez de falar, exigimos atenção total.

Creditamos a nós as vitórias.

Culpamos a Deus pelas derrotas.

E sabe por que é assim? Porque nesse mundo doido e confuso quase não sobra tempo para Deus.

Por isso aqui vai a minha sugestão: que tal nos esvaziarmos de nós mesmos e deixar que o Espírito Santo tome conta de tudo? É difícil, eu sei. Mas aposto que vale a pena. Eu acho que vou tentar, e você?

Cure-o - Contos

Não acredito nisso ! Deus por quê ? Logo ele, meu primo, meu irmão. Por que tinha que acontecer logo com ele?
Meu primo, considero mais como  um irmão que nunca tive, está com câncer e os médicos não acreditam que ele possa viver mais que dois meses. Senhor, por que isso ? Com quem vou conversar a madrugada toda ? Com quem eu vou poder jogar e alegrar ? Com quem vou poder pedir conselhos e ajuda em matérias difíceis? Deus por favor não o tire de mim. Não tire ele da nossa família.

" Então apenas faça uma oração. E fique firme, porque há o bem para aqueles que amam a Deus."

Deus, venho por meio do teu Filho Jesus te pedir apenas uma coisa. Se você puder atender  vou ficar imensamente feliz. Por favor cure o meu primo. Eu creio que só o Senhor podes curá-lo. Venha glorificar Seu poderoso Nome através dele. Por favor, me escute Deus. Cure - o. É o que eu te peço. Obrigada por me ouvir. Pois sei que o choro pode durar uma noite mas a alegria  virá pela manhã.

" Então fique firme, você tem que esperar a luz. Siga em frente, combata o bom combate.
Porque a dor que você está sentindo é apenas a escuridão antes do amanhecer."

2 meses depois...

Deus, obrigada. Obrigada por atender nosso pedido. Obrigada por trazer de volta à vida meu primo. Os médicos não conseguem acreditar como isso é possível. Mas eu creio, pois sirvo um Deus fiel. E seu Nome ficou conhecido no Hospital, pois dois médicos se converteram! Sejas louvado Deus. Obrigada Jesus. O Verdadeiro Médico. O Médico dos Médicos.


"Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo
 para confundir as sábias;
 e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo
 para confundir as fortes"
1 Coríntios 1.27



Não adianta

Tem tanta coisa que a gente faz, repete, depois faz de novo e continua a fazer. E um monte destas coisas não adianta é de nada.

Não entendeu? Calma aí, que eu te explico com uma porção de exemplos.

Não adianta pedir perdão por remorso. Tem que ser porque se arrependeu e porque sabe que vai mudar.

Não adianta ajudar por religiosidade ou obrigação. Tem que ser por amor.

Não adianta dizer que ama, se não respeita nem os próximos mais próximos.

Não adianta dizer que conhece o amor, se não conhece a Deus.

Não adianta dizer que conhece a Deus, se encaixa o evangelho de acordo com as suas opiniões.

Não adianta dizer que é servo de Jesus, se O busca exclusivamente para satisfazer os seus desejos.

Não adianta apontar com maldade o pecado do irmão, se não consegue deixar os próprios erros de lado.

Não adianta deixar a Palavra de lado.

Não adianta deixar o Espírito Santo de lado.

Não adianta ser arrogante em seu conhecimento
.

Tem que ter humildade para aprender. Para admitir o erro. Para crescer e mudar. Para exaltar o nome de Deus.

A igreja


No último fim de semana eu li uma notícia que me deixou ao mesmo tempo feliz, surpresa e esperançosa. E ainda me deu uma grande e importante lição. A notícia tinha a seguinte manchete: “Araruama: Igreja investedízimos e ofertas na construção de casas para membros sem moradia”.

Pelo o que a matéria nos conta, essa igreja resolveu usar a colaboração de seus fiéis para socorrer os membros em suas necessidades. A questão que me chama a atenção, é que este exemplo é na verdade uma regra que virou exceção...

Veja bem, quantas igrejas você conhece que investem mais em ajudas sociais, ações beneficentes e até missões do que em reformas e eventos para atrair membros? As que eu conheço são bem poucas...

Isso me leva a pensar, que tipo de igreja somos nós? E ao dizer igreja, eu não me refiro somente ao local ou instituição que se frequenta, mas a cada um de nós que se intitula cristão e servo de Jesus Cristo. Será que estamos cumprindo verdadeiramente o nosso papel neste mundo? Será que a religião que praticamos está de acordo com o que dizemos acreditar?

Vamos ver o que a Bíblia diz a respeito disso em Tiago 1:27:

A religião que Deus, o nosso Pai, aceita como pura e imaculada é esta: cuidar dos órfãos e das viúvas em suas dificuldades e não se deixar corromper pelo mundo.

O que eu entendo deste trecho bíblico é que de nada adianta irmos aos cultos, postarmos uns versículos nos perfis nas redes sociais, se não damos a mínima para o que acontece com as pessoas que convivem conosco. Pior: como temos coragem de nos chamarmos cristãos se mal nos importamos com o que se passa na vida dos próprios irmãos da igreja, com quem teoricamente temos comunhão todo final de semana? Se for assim, nos tornaremos como os fariseus que tanto foram repreendidos por Jesus, devido às suas atitudes arrogantes e mesquinhas.

A verdadeira fé é aquela que opera mudanças no coração humano. E acredito que foi a fé que fez essa igreja do Rio de Janeiro, voltar o foco para coisas realmente importantes. Não é pecado reformar o templo, é até necessário. Mas, se essa reforma estética toma conta do orçamento de uma igreja e não deixa que o serviço social seja feito, eu penso que as prioridades podem estar equivocadas.

Enfim, acho que esse exemplo pode servir de alerta para pensarmos mais sobre o que temos feito da nossa fé e do verdadeiro papel da igreja na sociedade.

Quão grande é meu Deus

     Vocês podem estar pensando ao se deparar com tão poucas palavras 'mas nossa, a colunista desta vez estava com preguiça, pois olha o micro-texto que ela postou'.
Mas não. Como todo blog, cada colunista tem um dia para estar postando, o meu, é toda quarta-feira.Hoje é sexta e desde terça-feira a noite, estou orando a Deus para Ele me confirmar se era isso mesmo que deveria postar. E é.
Essas pequenas palavras são ministrada pela cantora Soraia Morais na musica 'Quão grande é o meu Deus'. Tocou no profundo do meu coração e como Deus me permitiu estar postando-a sei que tocará, o seu coração.
    A pergunta é: que tamanho é Deus?
Não tem como descrever, Ele é maior que tudo, Ele é maior que os teus problemas, quem sabe há um problema na tua vida, tão grande pra você, e ele é grande mesmo porque você é um ser humano, você é limitado.
Você não enxerga mais nada a sua frente, só enxerga o problema. Eu quero te dizer, que o Deus que está na minha vida e na tua vida é maior que os teus problemas.
É maior que a enfermidade do teu filho. É maior que o problema que você está enfrentando, no teu trabalho seja lá qual for a situação, Ele é maior.
Ele é grande.

Indicação: Deus não mora na Bósnia

Olá! Hoje não tem texto inédito da coluna “De tudo um pouco”, mas tem esse texto top da Patrícia Geiger do Não Morda a Maça:
Certa noite desliguei o computador e fui dormir mais cedo. Estava cansada. Cansada de um dia puxado, cansada de estar cansada. Refleti em algumas coisas na minha vida, alguns acontecimentos.
Achava que Deus estava distante. Que Ele não falava mais comigo.
Comecei a orar, chorar.
Mas parecia que nada, nada mesmo, fazia sentido. Que nada podia me dar paz naquele momento. Nem as passagens que eu lia na Bíblia, me confortaram, só me fizeram chorar mais ainda.
Sem saber direito o que fazer, mandei mensagem para uma amiga.
- Ora por mim?
- Oro, claro. Mas tem algum motivo em específico?
Desabafei tudo. Tudo o que meu peito gritava. Toda a dor, angústia, cansaço, raiva presos em minha garganta. Aparentemente sem motivos. Deus tem sido maravilhoso comigo, claro. Mas e quando tenho sonhos e desejos que parecem que nunca vão se realizar? E quando parece que a minha vida não tá indo a lugar nenhum? Quando parece que eu só fico dando voltas?
Não, não tenho motivos para reclamar.
Mas tem dias que.. sei lá. Bate essa angústia ai.
E Deus nos surpreende.
Eu achava que Deus estava longe, que Ele não me ouvia.
Foi quando, depois de algumas palavras da minha amiga, ela larga:
“Deus não mora na Bósnia, Ele mora em você.”

Eu que até então chorava, soltei uma gargalhada.
Na hora foi engraçado. Foi.
Mas abriu meus olhos.
E como uma sacudida, eu percebi que Deus está muito mais perto do que eu imagino. Ele habita em mim.
Aquela ideia de que Deus está lá longe, em algum lugar do Céu, olhando para nós e de vez em quando resolve inclinar Seus ouvidos aos nossos pedidos, caiu por Terra.
Claro que isso não é novidade nem para mim e nem para você.
“Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” I Coríntios 3:16
Parece que já estamos cansados de ouvir essa passagem. Mas precisamos lembrar disso todos os dias, porque de fato não sabemos que somos o tempo de Deus. E que o Espírito Santo, habita em nós.
Deus usou uma frase engraçada, para abrir meus olhos e me lembrar de muitas coisas.
Agradeci a minha amiga e fui dormir.
Quando uma música não parava de ecoar na minha cabeça:
Deus preferiu essa carne
Não quis os templos que eu posso construir
Com minhas mãos
Me fez casa
Eu sou morada
Lugar de Deus
Que não está lá fora
Mas sim mora dentro de mim
Abri a porta e Ele entrou em casa.
Estou em obras.
Essa morada um dia será perfeição!
Deus preferiu essa carne
Não quis os templos que eu posso construir
Com minhas mãos, não!
Me fez casa
Eu sou morada
Lugar de Deus
Que não está lá fora
Mas sim mora dentro de mim
A minha janela são estes olhos que brilham
Uma coisa ela mostra
Quem a ilumina é o meu Amado
Mudando as coisas de lugar
Dentro de mim, dentro de mim
Eu sou casa
lugar de Deus
Ele habita em mim
Lá fora é frio
Lá fora é medo
É alto de monte
Deserto, vazio
Morando em mim, Tu me aqueces
Me ensina a ser livre
Santo Espírito me enche de alegria
Eu tenho uma boa notícia para você!
Deus não mora na Bósnia! Ele mora em você!
Ele não se importa com os templos que possamos construir para Ele. Ele preferiu morar em nós!
“Estou em obras.”
Com amor
Pati Geiger
Observação:
Estas palavras realmente mexeram comigo, sabe? Eu não tinha como não me identificar. Tem vezes que me sinto meio perdida mesmo, que questiono o sentido de tudo o que acontece na minha vida. Parece que é fácil esquecer que os propósitos de Deus são bem maiores que o nosso, né?

Quantas vezes já não ocorreu uma coisa estranha, que não dava para compreender a razão de ser, mas que no final das contas, deu para perceber que aquilo era o melhor mesmo?

Se colocamos Deus no controle temos que aprender a confiar Nele. E perceber que quando temos crises, Ele não está distante, não vive na Bósnia. Vive bem pertinho. Bem mais do que a gente consegue imaginar...

Pai - Contos

* Gente este conto era para os dias do pais, mas meu not deu um treco aqui e eu não pude postar, desculpem.

- Pai, venho até a tua presença para agradecer por este dia. Por ter me dado um pai aqui na terra e por ser meu Pai.
Obrigada Senhor por sempre me deixar entrar na Tua Presença, por sempre me chamar para estar aqui contigo. Afinal, nos tempos antigos só uma pessoa podia entrar na Sua presença uma vez por ano, e hoje posso entrar sem medo.
Obrigada por me amar tanto ao ponto de me entregar o seu Filho, que hoje é o meu irmão, para morrer em meu lugar e me fazer parte da Sua família.
Obrigada por sempre me entender, me amar. O que seria de mim sem o Seu amor Pai ?
Amor único, perfeito, incondicional, que me ama por quem sou. Que não espera nada de mim, mas que me ama mesmo assim.
Obrigada por sempre me perdoar, Papai, quando erro. Obrigada por sempre me trazer de volta para Ti.
Obrigada por sempre me dar o Seu melhor, mesmo quando sou impaciente, obrigada por Suas bençãos na minha vida.
Obrigada por todos ao meu redor. Obrigada pela sua companhia, mesmo quando não percebo.
Só em Ti, Pai, estou segura. Quero exaltar o Seu amor. Quero estar nos seus braços de amor.
Feliz dia dos Pais, Paizão.

"Mas, a todos quantos o receberam, 
deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus,
 aos que crêem no seu nome"
João 1:12


xxx Isabelle

O testemunho do crente

         Se os colossenses não tivessem a sabedoria concedida por Deus, facilmente seriam levados pelos enganos e engodos dos falsos ensinos. É Deus quem dá sabedoria; é bem-aventurado quem acha a sabedoria; o sábio diz que a sabedoria é a coisa  principal. Quando o apostolo se refere aos ‘’que são de fora’’, deixa claro que os crentes são ‘’os que são de dentro’’.
Aí se vê a diferença. De fato, os seguidores de Cristo são na verdade, neste mundo, peregrinos, e forasteiros. Estão no mundo, mas não são do mundo. Dentro das igrejas locais, há muitos crentes perdendo tempo, quantos há que, aos domingos, ou em outros dias da semana, deixam de ir à igreja para assistirem a programas de televisão, que nada tem de edificantes para a vida cristã; ao contrário, a envenenam e sufocam.
        Quantos não têm tempo para ler sequer um capitulo da Bíblia ou para orar durante meia hora por dia, mas tem tempo para ler jornais, revistas e outros tipos de literatura; quantos que. Enquanto a igreja está reunida, vão aos clubes e outros locais de duvidosos lazeres. Não queremos dizer que o lazer justo e necessário, no momento oportuno, seja pecado. Mas a perda de tempo é flagrante na vida de muitos que dizem cristãos.
Paulo dá uma grande lição de relações entre os crentes e entres ‘’os que estão de fora’’. O crente em Jesus deve expressar-se com palavras, de tal forma que os ouvintes sintam-se bem ao ouvi-lo. A palavra agradável é sinônima de ‘’graciosa’’, que vem de charis, ‘’graça’’. É a palavra que atrai os que a ouvem, com gentileza, amabilidade e respeito fundado no amor com que devemos nos amar uns aos outros. 
         A palavra agradável e temperada com sal é a palavra que mantém o ouvinte atento a fala ou mensagem transmitida. É a palavra com unção de Deus. Há pessoas que querem pregar e ensinar, mas, como são exageradas em suas maneiras de ser, não são ouvidas, são rejeitadas; tem ‘’sal de mais’’; há outras, que não tem o que dizer acerca de sua fé; é porque tem sal de menos, ou já são ‘’insípidas’’ em seu viver. Deve-se ressaltar, no entanto, que a palavra ‘’agradável’’ e ‘’temperada com sal’’ não impede uma palavra enérgica e necessária, quando se confronta os inimigos do evangelho.
O apostolo ressalta a conveniência no falar ‘’a cada um’’. Certamente, ele tinha em mente que cada pessoa com quem se fala tem uma maneira diferente de reagir ao que se lhe transmite. Mesmo entre os crentes, há diferenças de percepções. Uma repreensão a um crente antigo, maduro na fé, pode ter um efeito positivo e edificante. A mesma repreensão dada a um novo convertido, pode traumatiza-lo espiritualmente. Uma palavra de exortação, dada a uma irmã antiga na fé, pode resultar em crescimento espiritual para ela; a mesma palavra, para uma adolescente pode causar-lhe tanta tristeza a ponde de levá-la a deixar a igreja.
                

Pai?


Tem pai que escuta.

Tem pai que fala.

Tem pai que ao abrir a boca, exala sabedoria.

Tem pai que cuida. Até demais.

Tem pai quietinho.

Tem que pai que é pai é mãe.

Tem pai que chora.

Tem pai que é metido a palhaço e quer fazer os filhos rirem a qualquer custo.

Tem pai que é sem jeito. Tem muito amor pelos filhos, mas não consegue demonstrar da maneira convencional. Mostra do seu jeito, todo peculiar. E nem por isso deixa de amar.

Tem pai que é companheiro. Que não sai do lado do filho enquanto ele não aprende a liçãozinha chata de matemática.

Tem pai que não é de sangue. É de coração.

Tem pai distraído.

Tem pai preocupado. Que não pode nem sonhar em deixar faltar uma agulha que seja aos filhos.

Tem pai-vô. Que foi embora e deixou uma saudade enooooorme na gente. Mas sabe que marcou para sempre.

Tem pai que mesmo longe dá um jeitinho de ficar perto.

E tem o Pai. Aquele lindão que amou o mundo tanto, mas tanto que deu o seu filho único para nos salvar. E ainda nos adotou.

É o Pai que nos ensina a cada dia o que é amor de verdade. É o Pai que nos uniu e nos fez irmãos.

Que neste dia dos Pais, a gente se lembre do Pai Celestial, que com imenso amor nos trata e do pai terrestre que ele nos deu. Não importa se esse pai não é perfeito. Ele é quem Deus designou para cuidar de nós, e merece todo o amor, carinho e respeito. Não somente hoje, mas todos os dias.

Que além de dar um presente, você possa orar pela vida do seu pai e agradecer por tudo que ele fez por você.