Garotas fãs de Cristo: Dezembro 2011

Uma virada em sua vida...

Olá pessoal... Hoje é dia 31.12.11, último dia do ano... O que faz pensarmos em tudo o que aconteceu durante este ano inteirinho e almejar só felicidades para o próximo ano. Mas será que tudo foi um mar de rosas este ano?! Cada luta, cada provação... É, realmente não é fácil. Mas no fim é só vitória!
Você já parou pra pensar o porquê tantas pessoas fazem listas e mais listas com desejos e sonhos para realizarem no próximo ano? O incrível, que nem tudo o que elas prometem nesta lista, essas pessoas cumprem.  Por que nada muda na sua vida?! Você faz tantos projetos, mas parece que nada dá certo? Agora, deixa eu te perguntar uma coisa: será que você tem põe Deus em seus planos?


Não é errado planejar várias coisas, porém, Deus é quem deve estar a frente desses planos. O plano pode até mesmo ser bem intencionado, mas se esse planejamento for feito confiado apenas em recursos próprios, financeiros e humanos, existe uma grande chance dele não cumprir o seu real objetivo ou nem vir a se concretizar.
Não adianta passar a virada do ano com blusa branca para atrair paz, blusa rosa para amor, banho de iguarias para atrair sorte; enfim, isso é apenas uma superstição, e nada disso atrai felicidade. Se você quer uma virada em sua vida, você precisa pôr Deus como arquiteto dos seus projetos. Lembre-se o que está escrito em Tiago 4.15, e faça esta oração: "Em lugar disso, devíeis dizer: Se o Senhor quiser, viveremos e faremos isto ou aquilo".


Eu Vou Viver Uma Virada

Toque No Altar

.
Onde era tristeza se verá
A dupla honra me ornar
Com boas novas proclamar-lhe
Uma nova história celebrar
É chegada a minha hora
Meu silêncio já acabou
Ouça o som da minha grande festa
Eu vou Viver uma virada
Em minha vida, eu creio
Eu vou viver uma virada
O que eu achava estar perdido
E tinha desistido de sonhar
Meu Deus já decretou este é o meu dia
Minha virada festejar



VIVA UMA VIRADA EM SUA VIDA!




Feliz ano novo para todos vocês,
um super beijo de,
@AbileneLeite

Deus Existe?



”Eu vou provar para vocês,” disse um professor de cabelo branco e óculos, “que se Deus existe, então ele é mal.”

Ele ergueu sua voz na sala de aula: “Deus criou tudo que existe?”

Ninguém ousava respondê-lo.

O professor continuou seu argumento: “Se Deus criou tudo, então Ele criou o mal, o que significa que Deus é mal.”





Pare, pense e responda. O que você faria em uma situação dessa?

(OBS. Seja sincero com você mesmo!)

1. Eu ficaria quieto.

2. Eu pensaria, ‘não estou pronto para responder porque não me sinto capaz de argumentar sobre isso.’

3. Eu ficaria louco da vida e falaria bem alto que DEUS EXISTE, SIM!

4. Eu levantaria e sairia da sala, como um protesto a professores que são tendenciosos e pregam contra Deus.

5. Eu buscaria respondê-lo com argumentos coerentes pra desprovar seu pensamento.

E aí, o que você faria?

Não quero dizer o que você deveria fazer. Pense, ore, medite sobre isso. Cada situação é diferente, mas se você se considera cristão, precisa estar pronto a qualquer momento para compartilhar o que você acredita. A Bíblia diz:

Estejam sempre preparados para responder a qualquer que lhes pedir a razão da esperança que há em vocês.
Contudo, façam isso com mansidão e respeito, conservando boa consciência, de forma que os que falam maldosamente contra o bom procedimento de vocês, porque estão em Cristo, fiquem envergonhados de suas calúnias. 
1 Pedro 3:15-16

Olha que interessante como Deus chamou Jeremias, um garoto jovem, que não botava fé em si mesmo:

“Antes de formá-lo no ventre eu o escolhi; antes de você nascer, eu o separei e o designei profeta às nações”.
Mas eu disse: “Ah, Soberano Senhor! Eu não sei falar, pois ainda sou muito jovem”.
O Senhor, porém, me disse: “Não diga que é muito jovem. A todos a quem eu o enviar você irá e dirá tudo o que eu lhe ordenar.
Não tenha medo deles, pois eu estou com você para protegê-lo”, diz o Senhor.
O Senhor estendeu a mão, tocou a minha boca e disse-me: “Agora ponho em sua boca as minhas palavras.” 
Jeremias 1:4-9

Ah… mas a história do professor perguntando aos alunos sobre se Deus existe não fui eu quem inventei. Eu vi um vídeo que começa com esse argumento, mas que tem uma resposta incrível depois.

Clique no link abaixo para ver um vídeo de 1 minuto, e se inspire com a resposta de um menino ousado e inteligente, que tenho certeza que você conhece bem quem é:



Feliz Ano Novo para todas!
Fiquem na Paz do Senhor,
Beijos, Dani.

Lanna Holder 2ª parte

Ólá meninas,tudo bem?
Ai vai a 2ª parte da entrevista da nossa "queridissima" Lanna Holder...

ENTREVISTA DADA A REVISTA ECLÉSIA DURANTE O DIVÓRCIO

A Igreja Evangélica foi sacudida por um escândalo envolvendo a missionária pernambucana Lanna Holder, 29 anos. Ligada ao ministério da World Revival Church - Igreja do Avivamento Mundial, nos Estados Unidos, Presidida pelo Pr. Ouriel de Jesus, a igreja freqüentada por brasileiros que vivem na região, Lannateve um caso homossexual com a dirigente do louvor daquela comunidade.


Logo, o ti-ti-ti e a boataria correram soltos. Dizia-se que ela fora presa e deportada, após ser surpreendida pelo marido com a parceira dentro de um carro.


A coisa teria chegado ao ponto de ela ter levado uma surra do marido....


O episódio só tomou tal proporção devido à ausência de informações e, claro, à popularidade de Lanna no segmento pentecostal. Pregadora itinerante, ela ficou famosa ao percorrer igrejas, no Brasil e no exterior, contando seu testemunho de conversão que inclui, justamente, a libertação de uma vida promíscua, marcada pelo uso de drogas e pelo homossexualismo.


Confira a entrevista concedida ao repórter Marcelo Dutra da revista Eclésia feita por telefone de sua casa em Boston:


ECLÉSIA - A senhora realmente deixou de ser homossexual quando aceitou a Cristo?


Lanna - Eu fui curada por Jesus e não tenho dúvidas quanto a isso. Fico triste quando vejo gente por aí dizendo: “A Lanna caiu porque não era liberta de verdade”. Isso é coisa de quem não conhece a Bíblia. As Escrituras narram que vários personagens que viviam segundo os desígnios do Senhor caíram - isso é do homem. Vemos gente que saiu do adultério voltar a adulterar; alcoólatras libertos que um dia caem e tomam a beber. A pessoa que tem um passado negro como o meu está sempre sujeita e suscetível a uma queda.


ECLÉSIA - Na época de sua conversão, a senhora submeteu-se a alguma terapia espiritual para suprimir suas inclinações homossexuais?


Lanna - Não me submeti a nenhum trabalho específico voltado para essa área. Eu me converti na Assembléia de Deus e lá eles não têm esse tipo de atendimento.


ECLÉSIA - A Igreja é mais radical quando o pecado atinge a área sexual?


Lanna - Sem dúvida. Os pecados da área sexual são tratados pelas igrejas de maneira muito mais severa. Um irmão ou pastor que rouba o dinheiro da tesouraria e que administra a verba ao seu bel-prazer, ou aquele que difama os outros, por exemplo, é visto como um “pecador normal” - às vezes, nem são observados. Não é o que acontece com quem comete erros sexuais. Há uma fixação da Igreja por essa área.


ECLÉSIA - Por que?


Lanna - É simples - a Igreja, principalmente a brasileira, está mais doente que o mundo. Sabe por quê? Porque ela conhece a verdade mas age como se não a conhecesse. A Igreja conhece a graça de Deus, mas a despreza. Só para você ter uma idéia: quando eu caí em pecado, estava nos Estados Unidos. Voltei para o Brasil na tentativa de me afastar da outra mulher e de restaurar meu ministério. Mas vários pastores da América ligaram para o Brasil para relatar o que acontecera. Quando você está bem, é respeitado. Mas quando se está à beira do precipício, algumas pessoas que estão dentro da Casa de Deus não socorrem. Empurram.


ECLÉSIA - Ao longo de seu ministério, a senhora tomou conhecimento de homossexuais, homens ou mulheres, que vivem dentro das igrejas sem resolver esta situação?


Lanna - Só não posso te falar que em todas as igrejas encontrei pessoas assim porque não quero mentir. Mas sem medo de errar, em 90% das igrejas existem pessoas com problemas relacionados ao homossexualismo. Sempre que eu dava meu testemunho, as pessoas me procuravam para contar seu drama e pedir conselhos. Elas se abriam comigo — mas não faziam o mesmo com seus pastores, pois tinham muito medo. Eles diziam que não confiavam em ninguém. Então, eu falava para eles tomarem como exemplo o milagre que Deus fez na minha vida e que abandonassem o pecado.


ECLÉSIA - O que de fato aconteceu com a senhora neste caso?


Lanna - Eu me apaixonei por uma mulher, fui tentada e caí em pecado. Houve um envolvimento sentimental muito forte que, infelizmente, mexeu com meu passado de homossexualismo. Mas fico triste quando alguém diz que eu nunca mudei de fato e que enganava as igrejas. Isso é mentira. Jesus realmente me libertou de uma gaiola até há alguns meses, mas eu fui presa lá de novo.


ECLÉSIA - Se voltou ao Brasil para restaurar sua vida, por que, então, está vivendo agora nos EUA?


Lanna - Porque eu preciso juntar dinheiro suficiente para quitar uma divida que ultrapassa os R$ 100 mil. Trabalhando no Brasil, eu jamais conseguiria pagar tudo isso.


ECLÉSIA - Qual a origem de tamanho prejuízo?


Lanna - Muitas pessoas que haviam comprado meu material para vender nas igrejas sustaram os cheques, assim que o escândalo estourou.


ECLÉSIA - Quais foram os pastores que lhe deram calote?


Lanna - Não gostaria de citar nomes. São pastores de grandes igrejas e de igrejas da periferia, também.


ECLÉSIA - Mas o que aconteceu com todos os recursos arrecadados pela venda de suas fitas e vídeos durante tanto tempo?


Lanna - Meu ex-marido cuidava disso para mim. Ele administrava toda essa questão de dinheiro. Eu mesmo nem sei ao certo quanto arrecadava com a venda dos produtos. Só sei que agora devo e muito.


ECLÉSIA - Seu casamento foi influenciado por pressões da igreja, como uma forma de provar que não era mais lésbica?


Lanna - Não, de forma alguma. Eu me casei porque quis.


ECLÉSIA - E por que seu casamento naufragou?


Lanna - Nós não conseguimos resolver as coisas de uma maneira melhor por causa dos vários compromissos que eu tinha com o ministério. Meu casamento foi abaixo também por causa disso. Meu ritmo de vida era alucinante, chegava a pregar três vezes ao dia em locais diferentes. Havia também as viagens. Isso proporcionou que a gente se afastasse. Nós passamos por graves crises em nosso casamento, principalmente na área sexual. Chegamos a ficar quase um ano sem manter relações sexuais. Dá para acreditar? Eu cheguei a cobrar do meu marido um compromisso sexual comigo. Dizia para ele que, devido ao meu passado, eu tinha que ser plenamente saciada por um homem nesta área. Mas nada mudava. Ele só me dizia que eu não podia deixar de pensar no ministério. Nosso casamento não tinha mais jeito.


ECLÉSIA - Vocês já estão divorciados?


Lanna - Ainda não, pois estamos sem dinheiro. Mas vamos usar um serviço social americano para resolver essa questão o mais rápido possível. Meu sonho neste momento, mais do que voltar a ter algum ministério, é ter uma família. Peço a Deus um marido. Um homem que realmente me faça feliz e me dê pelo menos mais dois ou três filhos.


ECLÉSIA - Após a divulgação do escândalo, alguns dos setores que antes a solicitavam têm apoiado a senhora?


Lanna - Não, ninguém me procurou. A única pessoa que realmente tenta me apoiar - aliás, eu me emociono pela maneira como faz isso — é meu pastor [Manoel Antonio Ribeiro, da Assembléia de Deus do Monte, no Rio de Janeiro]. E olha que nós sequer nos falamos depois de tudo que me aconteceu. Eu tento poupá-lo do constrangimento. Mas aquele é um servo de Deus, um homem de bem. Para não ser injusta, a pastora Zilmar, esposa do pastor Jabes de Alencar [líder da Assembléia de Deus do Bom Retiro, igreja paulistana], foi me visitar em São Paulo, assim que soube que eu tinha caído em pecado. Ela veio em nome da igreja e ofereceu ajuda para o que eu estivesse precisando. Levaram até uma cesta básica para mim.


ECLÉSIA - O que mudou no tratamento recebido pela senhora nas igrejas, antes e depois de sua queda?


Lanna - Eu sempre tive a graça de Deus na minha vida. Onde eu chegava, independente de local, era recebida com carinho. Isso é interessante, porque por mais que existam pessoas que saíram do homossexualismo, poucas têm coragem de dizer por causa do preconceito, do medo de ser apontada, criticada. Mas eu me expus e meu passado nunca pesou para mim quando entrava na casa dos pastores, por exemplo. Sempre fui tratada com respeito e até hoje muitos crentes me perguntam como estou, se estou em dificuldades, quando por acaso esbarro com algum deles pela rua. Eu acreditava que receberia apoio espiritual dos grandes pastores, dos grandes homens de Deus que sempre estavam perto de mim, mas foi o povo, os irmãos das igrejas que me apoiaram e têm demonstrado amor por mim.


ECLÉSIA - A senhora saiu do Brasil dizendo que recebeu um chamado missionário. Quanto a Igreja de Boston lhe pagava?


Lanna - Nós nunca falamos numa verba fixa. O convite aconteceu, mas acabou não se concretizando por causa da minha queda. Ou seja, eu nunca fui missionária daquele ministério. No início de 2003, eu recebi a proposta de uma igreja americana para ir morai nos EUA, já que eu estava viajando sempre para lá. Eu disse isso ao pastor Ouriel de Jesus, que imediatamente me fez uma proposta para ficar como missionária de sua igreja. Eu iria ficar pregando nas dezenas de igrejas dele no mundo inteiro e venderia meus produtos, mas não ganharia uma oferta fixa. Mas logo depois tudo aconteceu e achei que a proximidade com a mulher com quem tive o caso seria muito pior para mim.


ECLÉSIA - Qual foi a postura do pastor Ouriel diante do escândalo?


Lanna - No dia em que eu sentei com o pastor Ouriel para confessar o meu pecado, ele falou que, diante do ocorrido, não poderia cumprir o que havia sido combinado. Ele disse que iria nos ajudar até que superássemos o problema. Até me aconselhou a voltar para o Brasil e a me submeter à disciplina de meu pastor. Quanto à outra pessoa envolvida, o próprio Ouriel a disciplinou.


ECLÉSIA - E quanto à outra mulher - a senhora nunca mais a viu?


Lanna - Não temos mais contato algum. Ela é proibida pela igreja de falar comigo, mesmo que nos víssemos na rua. Não é possível qualquer tipo de aproximação. Além disso, o marido dela não superou a crise e mantém uma mágoa muito grande de mim.


ECLÉSIA - Quais são seus planos, agora?


Lanna - Gosto das igrejas daqui. Embora eu passe um momento de cobrança, as pessoas me perguntam quando vou voltar. Dizem que sentem saudades de me ver diante do púlpito, pregando... Conversei com vários pastores aqui que dizem o mesmo. Mas eu não posso voltar só para matar a saudade das pessoas. Eu não deixei de ser crente, mas não posso pregar o que não vivo. Portanto, não sei quando e nem mesmo se voltarei


ECLÉSIA - Como a senhora define a sua situação espiritual?


Lanna - Eu me lembro de que, quando aceitei a Cristo, não conseguia mais deixar de falar de Deus. Até hoje o Senhor me dá mensagens. Você acredita? Mas é verdade. Não consigo viver sem pregar. Eu gosto, está no meu sangue. Sei que nasci para pregar. Mas eu não sei o que o Senhor vai fazer comigo ou como vai me usar no futuro. Hoje, não sei se vou ou não voltar ao ministério — só posso dizer que estou em processo de restauração e creio que Deus tem algo maravilhoso preparado para mim. Sei que estou em pecado, mas sei também que Jesus me ama e estou trabalhando minha restauração. Não quero ir para o inferno!
Olá Amadinhas Senhor , peço perdão por não ter postados esses dois últimos domingos , é que estava com minha mãe doente ai na correria não tive tempo de prepara  nada pra postar! Mas esse final de semana preparo um post abençoados pra vocês!

BjoOk's fiquem com Deus

Fiih ;*

Natal, amor que traz união


Está chegando mais um Natal, mais um fim de ano, e quero trazer de volta a nossas mentes o verdadeiro sentido do Natal, pois é algo que tem sido esquecido e o Natal acaba sendo apenas mais um feriado.

Todas nós sabemos que o verdadeiro significado do Natal é o nascimento de Jesus, mas não é apenas se lembrar deste fato que veio para mudar as nossas vidas, mas é se deixar ser transformada por ele. O verbo se fez carne e habitou entre nós (Jo 1:14), Jesus foi enviado por um Pai que nos amava e foi a maior expressão de amor que já houve.

Jesus nasceu, nos ensinou como é viver com Deus e para Deus, e por amor de nós foi entregue à morte. Ele nos mostrou que é o caminho, a verdade e a vida e que só por Ele chegaremos ao Pai (Jo 14:6). Com isso sabemos que não há amor maior do que Este que é o próprio amor (1 Jo 4:8).

Tenho visto que algumas pessoas se lembram do significado do Natal que é o nascimento do nosso Salvador, mas se esquecem do amor que deveria estar sempre em nossos corações, e com isso vejo famílias que estão desunidas por diversos fatores.

Trago aqui o meu testemunho de uma família cristã que por muitas vezes permitiu que as diferenças religiosas fossem maior do que o amor de Deus e por isso vive em desunião, e que sempre traz à tona as diferenças causando divisão. Sei que isso não é uma realidade apenas na minha casa, mas também na casa de muitas de nós e de diferentes formas, por diferentes motivos.

Venho aqui hoje para convidar a todas a se lembrarem do amor incondicional que foi demonstrado no nascimento, na vida e na morte de Jesus, convido a se lembrar que Deus é amor e que enquanto as diferenças se fizerem maior do que o amor que foi demonstrado haverá desunião.

Este Natal pode ser a oportunidade de buscar a essência do amor em nossa família, e o primeiro passo pode ser dado por nós. Ele pode ser por meio do perdão, por meio da humildade de assumir os erros, por meio do respeito das diferenças ou pela atitude de tomar uma nova direção em nossos relacionamentos decaídos, afinal a mulher sábia edifica a sua casa (Pv 14:1).

Deus manda que amemos uns aos outros, porque o amor procede de Deus, e se Deus nos amou de tal maneira, devemos nós também amar uns aos outros (1 Jo 4:7,11).

Uma oração de Sandy Smith diz: “Senhor, tu és o começo, o fim, e a mais profunda essência do amor em mim. Abra os meus olhos para que eu veja como o Senhor vê, e ama os outros através de mim.”

Que Jesus possa ser a essência do amor em nossos corações, e que possamos amar uns aos outros. Que o amor possa se tornar maior do que as diferenças que nos afastam dos nossos irmãos, que as diferenças não tenham mais o poder de nos separar, mas que o amor demonstrado por Jesus restaure nossos relacionamentos, nossa família e nossos corações. Que este Natal possa trazer a união daqueles que um dia foram separados.

P.S.: Peço que me ajudem em oração, pois como disse minha família se encontra “separada” pelas diferenças da religião, o clima de hostilidade é horrível, mas eu creio que Deus irá restaurar a minha casa e fará o amor maior do que as diferenças.

Um Natal abençoado à todas!
Com amor,
Dani.

Lanna Holder 1ª parte

Olá meninas tudo bem?Assunto polemico e triste o de hoje.Vou confessar que ao pesquisar sobre o assunto de hoje eu comecei a chorar quando vi os absurdo que estão na internet.è incrível como que uma pessoa que conhece a verdade possa abrir uma igreja para homossexuais e aceitar tal pratica.Mas essa parte da entrevista fará parte do meu terceiro post sobre ela.

 Sobre Lanna Holder:

Lanna Holder é uma missionária evangélica que no inicio dos anos 2000 ganhou fama internacional ao contar seus testemunhos de libertação e dizer que era "ex-gay". Foi a primeira mulher a pregar no maior congresso pentecostal brasileiro, os gideões e já vendeu mais de 1 milhão de DVDs.
Casou-se, teve um filho mas não conseguiu resistir as pressões e "caiu" novamente tendo um relacionamento extra conjugal com uma ministra de louvor de sua igreja.
Hoje divorciada, Lanna voltou ao ministério missionário adotando um tom mais inclusivo em suas pregações apesar de parecer ainda defender a reversão.


ANTES DO DIVÓRCIO EM ENTREVISTA AO PORTAL ELNET

ELNET - Quando você teve contato com o homossexualismo?
Lanna Holder - Com apenas 12 anos de idade conheci o lesbianismo. Aos 17, fui a uma boate gay e tive a minha primeira intimidade sexual com mulher. Logo depois desse acontecimento, saí de casa para morar com uma mulher 12 anos mais velha do que eu.
ELNET - E como foi a sua conversão?
Lanna - Sempre dizia que nem Deus poderia mudar a minha opção sexual. E a gente não pode mexer com Deus! Minha mãe, que era prostituta, se converteu e comecei a notar a diferença. Ela me evangelizava, mas me sentia pecadora demais pra Deus ouvir as minhas orações. Além disso, eu sempre dizia que só iria me converter quando ficasse velha. Um diácono da igreja da minha mãe me mostrou a passagem Apocalipse 22.15. "Ficarão de fora os cães, e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira'';. Eu pedi para que ele parasse de ler porque eu não agüentava. Pedi para que ele orasse por mim, porque eu queria aceitar Jesus.
ELNET - Quando isso aconteceu?
Lanna - Foi no dia 12 de dezembro de 1995, aos meus 21 anos. Larguei todas as minhas práticas imediatamente. Pedi à minha mãe, que ligasse para a minha ex-companheira e avisasse que eu não iria mais voltar, pois havia me convertido. Milagrosamente o álcool, as drogas e o homossexualismo ficaram para trás.
ELNET - Como foi a transição física, antes com trejeitos masculinos e agora, com trejeitos e caráter femininos?
Lanna - A primeira mudança foi a roupa. Eu não usava somente calça jeans. Comprava roupas sempre na seção masculina das lojas. Atualmente não uso mais calças pelo fato de querer diferenciar isso. Fiz uma campanha de jejum, acordava de madrugada para orar e louvar, pedindo sempre a Deus que me libertasse dos trejeitos masculinos. Deixei também o meu cabelo crescer e a tatuagem que tenho já está ficando desbotada e tenha a certeza que Deus vai tirar, como Ele já me prometeu.
ELNET - Como uma mulher pregadora, você já sofreu algum preconceito?
Lanna - Assim que me converti, seis meses depois já comecei a pregar. Uma vez fui pregar em Pernambuco e logo depois um pastor me disse que era muito nova .'' Você é mulher, então vai sentar no banco, vai estudar a Bíblia, porque o que você está fazendo não é pra você, não
agora, só depois de muito tempo de experiência com Deus e pregação'', dizia ele. Eu fui pra casa chorando muito e perguntei a Deus o porquê daquilo. E Ele me respondeu através daquele versículo que diz que Deus usa as coisas loucas deste mundo pra confundir as sábias. Deus me mandou pregar e tem me usado e a palavra dele tem se cumprido.
ELNET - O seu esposo é pastor e deixou o púlpito pra se dedicar ao seu ministério. Geralmente é o contrário: a mulher é quem se dedica ao ministério do marido. Como é isso?
Lanna - O Samuel tem o maior prazer de estar junto comigo neste ministério. Como viajo muito, ele percebeu que era importante estar sempre ao meu lado. O Samuel sempre diz que é muito realizado. Eu não vivo sem o meu marido porque ele administra o meu ministério. Ele também escreve e tem algumas mensagens também. Trabalhamos em conjunto, nos complementamos.
ELNET - Quando o seu filho crescer e souber de todo o seu passado, como vai ser? Você tem algum receio?
Lanna - Não! No testemunho de Gideões levantei o meu filho, que se chama Samuel também, para as pessoas verem o que Deus fez na minha vida. É claro que não é o meu filho e o meu marido que vão provar a minha libertação. O que liberta é o conhecimento do Sangue de Jesus, a comunhão com Deus, mas eles foram um presente. Tenho muito prazer de mostrar o meu marido e o meu filho.
ELNET - Alguns dizem que o homossexualismo tem uma origem genética. O que acha?
Lanna - Em todos os casos acredito que há influência maligna. No meu caso, especificamente, foi uma maldição hereditária. Meu pai queria que eu fosse homem e isso inconscientemente afetou.
Bom pessoal semana que vem vou postar a entrevista da Lanna Holder em processo de separação com seu marido.
Fica apenas a minha revolta e tristeza hoje.

A lição das formigas


Observe o cartum ao lado e leia. Brincadeiras à parte, achei este desenho uma grande ilustração para o que vamos falar hoje: sobre a preguiça. Este assunto parece ser chato, mas não é (cuidado com a preguiça, irmã!); e não deve deixar de ser abordado, até porque ela é um grande mal tanto para a nossa vida em sociedade quanto para a nossa vida espiritual.
Lembra daquela música que cantávamos na igreja quando éramos bem pequenininhas, sobre a formiga?! Vamos lembrar dela um pouco: "A formiguinha corta folha e carrega, quando uma deixa a outra pega; a formiguinha corta folha e carrega, quando uma deixa a outra pega; oh que mistério glorioso, a formiguinha ensinando ao preguiçoso; Deus não quer preguiçoso em sua obra, Deus não quer preguiçoso em sua obra, porque senão (palmas), o tempo sobra".
Então, eu estava folheando a Bíblia e encontrei um texto que me fez lembrar dessa música. Primeiramente vamos analisar a letra desta música e da vida das formiga: Elas trabalham no verão, carrega comida e armazenam grande parte dos alimentos para que no inverno tenham bastante sustento. O preguiçoso só quer saber de dormir. Imagine um preguiçoso na obra de Deus? Só vai querer saber de descansar; e trabalhar nem vai passar pela sua mente. Deus realmente não quer preguiçoso em sua obra. Temos que ser e trabalhar como as formigas, sempre prontas a ajudar na obra de Deus. Então saia desse comodismo!
Vale a pena refletir em Provérbios 6.6-11: "Preguiçoso, aprenda uma lição com as formigas! Elas não têm líder, nem chefe, nem governador, mas guardam comida no verão, preparando-se para o inverno. Preguiçoso, até quando você vai ficar deitado? Quando vai se levantar? Então o preguiçoso diz: 'Eu vou dormir somente um pouquinho, vou cruzar os braços e descansar mais um pouco'. Mas, quando ele dorme, a pobreza o atacará como um ladrão armado".
Pense nisto na próxima vez em que quiser dormir até meio-dia, ou quando pensar em faltar culto porque está exausta, ou quando sua mãe pedir para lavar a louça, ou quando estiver muito cansada para fazer a obra de Deus.
Enfim, este texto nos adverte que pessoas preguiçosas irão acabar pobres.
REFLITA!!!


Com amor,
@AbileneLeite

Pureza, uma busca constante...


Olá garotas, hoje eu vou dar continuidade ao último post, se você perdeu veja aqui: Pureza?!

O assunto é bem amplo e complexo, não entendo muito ainda, mas o que tenho aprendido é o que quero compartilhar com vocês.

No primeiro post sobre o assunto eu disse que o pecado não é algo que aparece do nada, ele nasce de coisas pequenas, de pequenos pensamentos, de pequenas atitudes, em coisas que achamos não ter nada de mais. E isso foi algo que aprendi com a estória de Davi.

Davi não planejava se tornar um adúltero e assassino, tudo começou quando ele deixou de lado a sua responsabilidade de rei e acabou ficando em Jerusalém ao invés de ir para a guerra. Ele mal sabia que isso já era o começo de um afastar-se de Deus, pois Deus quer que sejamos comprometidos com as nossas responsabilidades.

Logo Davi, enquanto passeava no terraço da casa real, vê Bate-Seba tomando banho, e qual foi a atitude de Davi? A que não deveria ter sido. Ele não desviou o seu olhar, pelo contrário, ele alimentou o seu desejo por Bate-Seba e mandou que a buscassem, e então o adultério foi consumado.

Quando estamos à procura de uma vida pura diante de Deus, a atitude que é esperada é de literalmente “correr” do pecado e não alimentá-lo como fez Davi. Devemos estar em constante vigilância, pois no mundo em que vivemos é muito difícil manter a pureza, o que torna essa luta bem difícil, mas é por amar a Deus que nos colocamos dispostos a lutar todos os dias e com a ajuda Dele conseguiremos fazer o máximo para nos mantermos puras.

Só que Bate-Seba acabou grávida, e Davi, como o pai, não ficou por aí, ele tentou encobrir o seu pecado, e como o seu plano de fazer com que Urias, marido de Bate-Seba, se deitasse com sua esposa com a intenção de dizer que o filho era dele não deu certo, acabou buscando outras alternativas, e qual foi? Colocou Urias na linha de frente para que fosse ferido e morresse. E dessa vez o seu plano deu certo. Davi se tornou um assassino.

A este ponto vemos até onde uma simples atitude errada, como deixar um pouco de lado a sua responsabilidade pode trazer consequências terríveis quando esta atitude representa uma porta de entrada para o pecado. Se Davi tivesse tomada a decisão de não alimentar a sua cobiça por Bate-Seba ao continuar olhando ela tomando banho, talvez tudo isso não tivesse acontecido.

Davi, um homem segundo o coração de Deus (At 13:22) se afastou de Deus por meio de “coisas pequenas” e se tornou assassino e adúltero, e estes pecados tiveram a sua consequência mesmo depois de ele ter sido perdoado por Deus.

Não conseguiremos alcançar a pureza por completo, pois somos humanas e falhas, e com isso sabemos que quando pecamos temos um Deus misericordioso que nos perdoa se confessarmos o nosso pecado, estivermos realmente arrependidas e o deixarmos. Mas sempre haverá consequências resultantes dos nossos erros, assim como o erro de Davi teve as suas consequências (2 Sm 12).

Uma vida em que há uma busca constante pela pureza nos permite afastar do pecado e de suas consequências. Não é uma busca fácil, mas peça para Deus te mostrar os seus pontos fracos em que você tem falhado, peça a Ele um coração fiel que queira apenas agradá-Lo.

Lembre-se que fomos justificadas gratuitamente, por sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus (Rm 3:24) e que negamos a nós mesmas por amor de Jesus, e por Ele levamos a nossa cruz que é lutar pela santidade e para que o seu amor seja levado a todos.


Sejamos vigilantes nas pequenas coisas que aparecem em nossa mente, coração e diante dos nossos olhos para que isso não se torne porta de entrada para o pecado.

Que Deus abençoe vocês garotas!
Bjus, 
Dani.

Onde vamos parar?

Olá meninas,tudo bem?

Hoje eu vou postar uma reportagem que achei na net para mostrar a que ponto as coisas estão chegando.Essa reportagem fala sobre uma igreja para acolher gays e lésbicas.Devemos acolher essas pessoas sim,mas temos que fazer todo um trabalho de libertação e acompanhamento para com essas pessoas,não permitir que eles permaneçam no pecado e vão para o inferno.



Igreja diz que relações gays estão na Bíblia

O que diz a Bíblia, de fato, sobre a homossexualidade? Se para a maioria das igrejas a resposta é simples e está ligada à condenação ou a pecado, outra denominação que já existe há dois anos em Vitória se propõe a mostrar uma nova visão - não menos polêmica - sobre este antigo tema.
Para a Igreja da Comunidade Metropolitana de Vitória, que se propõe a acolher gays, lésbicas, travestis, bi e transsexuais, a homossexualidade não só não é condenada na Bíblia como lá estão vários exemplos de relações homoafetivas. "Davi e Jônatas, Rute e Noemi, o centurião romano e seu servo são exemplos. Davi era um homem de Deus, e lá está escrito que ele amava Jônatas mais que às mulheres", argumenta a pastora interina da igreja, Eliana Ferreira.
Para a pastora, que frequentava e era liderança antes numa tradicional igreja evangélica, a maioria das interpretações dos trechos da Bíblia que falam de homossexualidade baseiam-se em traduções e não no texto original. "A palavra homossexual apareceu no século XIX.
As palavras em hebraico que aparecem não se referem ao homossexualismo em si", defende. Esses e outros argumentos serão postos em debate hoje, no seminário "Homossexualidade não é doença nem pecado", que acontece a partir das 15h, na capela ecumênica da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes). 
Diferente
Não apenas por ter essa visão das sagradas escrituras, mas também por ser conhecida pela proposta de acolher homossexuais, a igreja desperta muita curiosidade. O rito, no entanto, é muito parecido com o de outras denominações. Seus onze membros - a maioria jovem - se reúnem aos domingos para louvar a Deus, conversar sobre a Bíblia e cear juntos.
"Temos muitos visitantes. A maioria é um público universitário. Muitos ficam curiosos sobre os encontros, mas não é nada de anormal, temos ritual de batismo, louvor. Somos uma igreja evangélica com uma proposta inclusiva, voltada para o público GLBTT", explica a pastora, que vai ser oficialmente ordenada em breve. Além de Vitória, a igreja, fundada no fim da década de 60 nos Estados Unidos, tem sedes em Minas Gerais, Paraná, São Paulo e Fortaleza.
Espaço para a espiritualidade sem preconceito
Membro da igreja, o administrador André Luis Santos, 32 anos, vai falar sobre a Teologia Queer (gay), durante o seminário. "Vou apresentar o assunto de uma forma mais simples. A teologia fala da inclusão de todas as pessoas", resume.
Ele ressalta que os membros da igreja não querem se colocar em evidência, ou fazer um movimento em prol da causa homossexual, mas apenas ter a liberdade de culto respeitada, assim como sua orientação sexual. "Só queremos dizer que existe essa opção para as pessoas que querem viver sua espiritualidade.
É só um espaço onde não se considera a homossexualidade um pecado", ressalta. Ex-estudante de colégio católico, André diz que chegou a se perguntar como iria sobreviver num mundo com visões tão excludentes em relação à sexualidade. "A sorte é que procurei me informar e estudar. Mas sempre há sofrimento".
Pronta para realizar até casamentos
Além de participar de todas as atividades, os membros da Igreja da Comunidade Metropolitana podem casar-se com pessoas do mesmo sexo, o que não seria possível nas igrejas que frequentavam antes. A igreja de Vitória ainda não realizou casamentos, mas está apta a fazer isso. "Já fui procurada por um casal de lésbicas, mas depois elas não voltaram. Basta apenas que eles ou elas tenham um relacionamento de mais de um ano", explica a pastora interina Eliana Ferreira.
A igreja também orienta que os interessados procurem oficializar a união em cartório, com um contrato civil. "Não basta ficar algumas vezes para poder casar", avisa. A mesma igreja em São Paulo já realizou casamentos coletivos.
A pastora lembra que igreja segue uma orientação teológica e uma hierarquia como as demais. "Não criamos uma igreja, não estamos isolados. Teologicamente está tudo amarrado. Boa parte da teologia cristã é aceita por nós. Não é uma igreja moralizante da cultura gay. Apenas está aberta aos que sentiram excluídos e não tiverem preconceito".
Bom meninas é isso aí e semana quevem vou falar um pouco sobre a Lanna Holder uma pastora lésbica que fundou uma igreja GLS.
Bjos moçada até semana que vem.

Cumpra o seu CHAMADO!




Quantas vezes Deus já te incomodou pra falar dele pra aquela pessoa , que passava na rua , aquela pessoa que estava do seu lado dentro do ônibus  ou até mesmo pra uma amigos  , quantas vezes?

Sei que várias , por que comigo também são , mas temos que jogar a vergonha de lado  , por que esse é o maior obstáculo e falar de Deus , falar o que ele está te pedindo .
Não é fácil falar de Deus pra desconhecidos por medo da reação delas ,  mas pode ter certeza que da forma de você aborda la , a pessoa se sentirá a vontade pra ouvi la !
E sabiam de uma coisa as pessoas hoje estão carentes de amor , e esse amor só encontramos no povo de Deus , por que ele é a fonte de todo o amor , então você dando amor a essas pessoas , já é um  grande passo para ganha la Deus!
Lembre também que :
- Não importa se mendigos , prostitutas , bêbados , homossexuais , drogados e muitos , sinta amor por eles
por que eles são os mais precisam do seu amor , carinho e atenção , seja BOCA DE DEUS !
                                     ' ABRA SEU CORAÇÃO PRA FAZER MISSÕES "...



                                                       'Amadinhaas do Senhor
                                                  =* BjoOk'x da colunista FìíH
                                               e tenham um domingo abençoado

Hoje eu vou falar um pouco sobre: 
                                               A volta de Jesus


É vou ter que fazer aquela famosa perguntinha. Se Jesus voltar agora você está preparado? Você já se perguntou isso? Qual foi sua resposta? Sim ou não? Ou quem sabe um talvez?
Ou você acabou de se perguntar agora e não chegou a uma conclusão? kkkkkkkkkkkkkkk
Mais fique tranquilo não ter certeza é normal, mais só digo uma coisa você tem que ter essa certeza o mais rápido possível, porque uma hora ele volta e ae como você fica? Óbvio que na terra. rsrsrs
         Bem aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus. (MT 5:8)
Pra você ter a certeza que vai pro céu pergunte as pessoas como elas veem você como crente ops não crente mais sim evangélico, crente até o diabo é porque até ele crê em Deus afinal ele já viu Deus néah.
Ai analise as respostas se forem positivas e boas é porque você demostra ser um evangélico afinal nos somos a luz do mundo as pessoas tem que perceber que somos diferentes, mais pense se as pessoas falarem assim a você é bem quieto nunca vi você fazer nada de errado, você não xinga , essas coisas não contam. As pessoas tem que dizer assim nossa você é diferente ai você diz mais porque e a pessoa não sabe explicar mais ela vê uma diferença em você ou dizem nossa onde fulano tá, só tem alegria é feliz está sempre louvando a Deus afinal:
        Onde Jesus mora não há tristeza onde Jesus mora não há dor não choro, onde Jesus mora só existe alegria agente canta todo dia é feliz quem tem jesus no coração! (8)
Então se você tiver essas respostas pode comemorar porque você faz a diferença e se você faz a diferença é porque Deus se agrada do que você faz, então pode acreditar que quando Jesus voltar você irá pro céu então quando alguém ti perguntar se Jesus voltar agora você está preparado? E sua resposta será sempre siiiiiim.


É isso até dia 24. A paz do senhor pra vocês e fiquem na paz.!



Pureza?!



Olá meninas, hoje quero trazer aqui um assunto que me fez refletir muito essa semana... A Pureza.

Eu vi algumas coisas em um livro que indico que leiam, Eu Disse Adeus ao Namoro (Joshua Harris), e estas coisas me fizeram prestar atenção em algumas atitudes e avalia-las sob a Palavra de Deus.

A pureza é algo que tem se perdido atualmente, o significado da pureza vem sendo distorcido pelos padrões do mundo e isso é algo que se torna preocupante, pois é a confirmação de que “por se multiplicar a iniquidade, o amor se esfriará de quase todos” (Mt 24:12).


Às vezes nos pegamos pensando ou até mesmo fazendo coisas que podem não nos parecer erradas, e elas não parecem erradas porque avaliamos tais coisas com a mentalidade que o mundo tem de que os tempos mudaram e que nós temos que “curtir” a vida, mas que são condenadas por Deus e por Seus padrões que são bem elevados.

"Não vos conformeis com este século" Rm 12:2

Um exemplo prático destas coisas é o “ficar”, muitas garotas cristãs têm embarcado nessa e vêm com a desculpa “um beijinho não me levará a um determinado pecado” e começam a testar. De acordo com o mundo, “ficar” é como um teste drive, é conhecer a pessoa pra ver se daria certo namorar ou não, só que isso agora já ficou no passado, os tempos mudam e hoje “ficar” é apenas uma forma de tirar proveito de outras pessoas sem se comprometer, mas de qualquer forma, é algo condenado por Deus e em Romanos 12 temos um dos vários exemplos de se comprometer com Deus em santidade e honra. Mas garotas, somos garotas cristãs, nós estamos no mundo, mas o mundo não está em nós, não podemos aceitar esses padrões e segui-los. Nada impede que esse “beijinho” se torne algo pior, afinal nós somos tentados por nossa própria cobiça (Tg 1:14-15).

Mas eu pergunto: a pureza é uma linha que demarca um limite da qual não podemos ultrapassar, e enquanto não ultrapassarmos ela estaremos puros? Descobri que não, ela não tem uma linha que delimita até onde podemos ir, ela é uma busca constante que parte da decisão de viver uma vida reta diante de Deus.

Novamente, os padrões do mundo nos dizem que a pureza é dessa forma, e que nós não podemos ultrapassar, mas nos deixa a vontade para irmos o mais próximo possível dessa linha. Só que quando chegamos muito próximos colocamos a nossa pureza em risco, isso se ela já não estiver comprometida.

Jesus nos advertiu dizendo: “Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca” (Mt 26:41). Também vemos a estória de José que foi cobiçado e tentado pela esposa de Potifar, mas qual foi a reação dele? Ele fugiu daquilo que poderia representar se entregar a carne. Ele não ficou testando os seus limites para ver até onde ele resistiria, ele simplesmente fugiu daquela situação antes que a sua carne fraca tomasse conta dele.

O pecado não é algo que aparece do nada, ele nasce de coisas pequenas, de pequenos pensamentos, de pequenas atitudes, em coisas que achamos não ter nada de mais, por isso devemos vigiar. Nosso coração é habitação de um Deus santo e puro, não deixe que o pecado cresça e tome forma fazendo com que perca a pureza que Deus espera para que você se aproxime Dele.

Ainda tinha muito mais coisas para dizer, mas ficaria muito extenso, então paro por aqui e, quem sabe, continuo no próximo post, mas antes deixo a vocês para que reflitam:

Quem subirá ao monte do Senhor? Quem há de permanecer no seu santo lugar? O que é limpo de mãos e puro de coração, que não entrega a sua alma à falsidade, nem jura dolosamente.” Sl 24:3-4.


Que Deus abençoe vcs!
Beijos,
Dani.

Como vencer a luta contra o pecado?

Olá meninas,tudo bem?
Essa semana não irei postar sobre o meu tema,mas vou falar sobre como vencer o pecado.Espero que gostem.