Garotas fãs de Cristo: Setembro 2011

Diversas formas de evangelização - Parte I

Muitos pensam que evangelização tem apenas algumas opções: uma que é sair na rua e distribuir folhetos falando do amor de Cristo, e outra que é a Internet. Mas vocês sabiam que não é apenas só isso?! Hoje meninas, vocês poderão saber qual o dom que Deus lhe deu para evangelização, pois umas são mais tímidas e outras gostam mesmo de estar ativas. Vejam essas opções tão simples, e veja qual combina mais com você, até porque tem uma que você sempre vai se identificar que é a simplesmente a música.
Primeiramente vamos falar sobre a música. Quem tem dom de cantar e/ou tocar algum instrumento, sabe do que estou falando – e se não tem, mas mesmo assim gosta de louvar, mas tem vergonha; cante em grupo, assim nada vai ficar fora do tom é só saber escolher qual música fica bem para a sua voz. Porque ouvir músicas seculares que não te edificam em nada e nem ao seu próximo, do que ouvir uma música gospel que te edifica e também ao seu próximo?! Cantar é muito bom, ainda mais se for para Deus. Claro que nem todas as músicas vamos gostar, cada um de nós temos um estilo. O que não falta é opção, e vejo várias pessoas sendo preconceituosas quanto a isso, principalmente ao Rock. Temos o estilo que chamamos de “músicas de adoração” – mas todos os estilos são, mas essa denominação é para as músicas lentas ou as mais ou menos, que cantam no coral, as pentecostais, os hinos da harpa cristã, etc –. Também temos outros como: Rap, Hiphop, Funk, Reage, Axé, Pop, Pagode, Rock, Pop rock, Hardcore, etc.
Algumas pessoas tem preconceitos contra alguns desses estilos. Então eu te pergunto: Se Deus criou todas as coisas, então Deus criou todos os ritmos, certo?! Foi o Inimigo que veio e deturpou todas as coisas.
Para evangelizar um funkeiro, você vai usar o funk gospel como estilo de música.
Para evangelizar um rockeiro, você vai usar o rock gospel como estilo de música.
E assim, por diante...
Outras meninas me perguntaram como evangelizar Skatistas, pelo que eu pesquisei, eles gostam muito de um estilo musical chamado Hardcore. Então, enquanto vocês dão manobras radicais, vão ouvindo hardcore gospel – e existe sim, músicas desse estilo gospel – eles vão se “amarrar” no som, e com certeza vão perguntar o porquê de estarem ouvindo músicas seculares já que você é da igreja. E é nessa hora, que você vai explicar que é gospel e eles vão curtir o som, e é um bom momento para poder evangelizar.
Músicas Internacionais, sinceramente amo. E se você gosta de músicas internacionais, não há desculpa para não evangelizar, porque tem muita música gospel em Espanhol, Inglês, e outras línguas. Vou escrever de alguns cantores que eu gosto, e vocês podem achar vários por aí, é só pesquisar:
● Espanhol: Jesus Adrian Romero, Jaci Velásquez, Marcela Gandara, Lily Goodman, etc.
● Inglês: Jaci Velásquez, Hillsong, Stacie Orrico, Casting Crowns, Barlow Girl, Avalon, Third Day, Swichfoot, Lifehouse, Leeland, Take 6, Jesus Culture, etc.
Agora é só escolher um ritmo musical que você gosta, e não perder tempo para evangelizar. Eu já escolhi o meu, sou fã do cantor Wilian Nascimento e do Anderson Freire, e agora também virei rockeira, sou fã de Oficina G3 e PG. Também aderi ao HipHop, e outros ritmos.
E aí, porque você ainda não evangelizou alguém essa semana?!
Não peca tempo!!!

“No entanto, está chegando a hora, e de fato já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade. São estes os adoradores que o Pai procura” – João 4.23


Com amor,
@AbileneLeite

Como evangelizar viciados?

O vício da droga e do álcool está cada vez mais se tornando comum entre os jovens. Muitos começam a usá-las para preencher um profundo vazio interior e/ou esquecer traumas de suas vidas. Porém, não conseguem. Outros acabam indo para o caminho das drogas através de "amigos" do colégio. E muitas pessoas, só se sentem bem atrás do álcool e das drogas.
O álcool e a droga escravizam a humanidade, elas causam dependência física e psíquica, e tira toda tranquilidade e alegria das famílias. Pessoas viciadas, precisam dessa libertação, e sabemos que a verdadeira liberdade é em Jesus Cristo. Então, "Como evangelizar os viciados"?
Levá-los a uma conversão e ao serviço de Deus existe um grande trabalho. Ele deve ser extremamente sério, com apoio espiritual, psicológico, médico e social. Deve ser feito todo um trabalho especial, porque não é tão fácil se libertar desses vícios.
Se você tem um amigo ou conhecer alguém que esteja nesta situação, não deixe de falar do amor de Cristo. Você deve orar por ele e levá-lo à Jesus, lendo algumas passagens bíblicas. Alguns exemplos: Salmo 32 e 51; Isaías 53; Mateus 11.28-30; Lucas 19.1-10; João 14.16; Romanos 12.1,2; I João 1.7-9. Você deve mostrar o amor e o poder de Deus para perdoar e transformar nossas vidas por completo.
Aceitando a Cristo, se ele for viciado em drogas, encaminhe ele para alguma casa de recuperação. E se ele for alcoólatra, encaminhe para os Alcoólatras Anônimos (AA).
Depois disto, ore e acompanhe ele, porque eles precisam de encorajamento e apoio nesta fase tão difícil. É preciso dizer-lhes que há solução sim, em Cristo Jesus. E isso pode ser feito com oração, paciência e pelo poder do Espírito Santo que age em nossas vidas.

Com amor,
@AbileneLeite

Como evangelizar homossexuais?

Atualmente a mídia mostra a sociedade em uma outra visão, que é normal construir uma família com pessoas do mesmo sexo, homem com homem, mulher com mulher, e até os dois ao mesmo tempo. Tudo isso vai contrário às ordenanças bíblicas, em que Deus fez o homem para mulher, e a mulher para o homem (Gn 2.18,21-24). Então, "Como evangelizar homossexuais (lésbicas e bissexuais)?".
Como disse no post anterior sobre evangelização, a melhor forma de fazermos isso é com o nosso jeito de ser, com o nosso comportamento. Não devemos ter preconceito para com eles, e acusar não é uma forma de evangelismo, como muito dizem por aí "ah, se você continuar a ser homossexual, você vai pro inferno!". Devemos ter amor no falar, orar a Deus e pedir sabedoria na hora de conversar, saber o momento e a hora certa de falar do amor de Cristo para eles.
"Vocês não sabem que os perversos não herdarão o Reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos," (1 Co 6.9). Então meninas, está na hora de nós agirmos, se conhecemos ou temos amigos homossexuais, é o nosso dever como cristãs, evangelizá-los.
E para terminarmos nossa conversa, leiam o que o Pastor Jônatas Souza, diz sobre como evangelizarmos homossexuais:

"Sua vida é a melhor forma de evangelismo. Seu comportamento. Falar com respeito, sem piadinhas. Sempre mostrando que você se importa com a pessoa independendo do que ela faça. Sempre orando para que quando ela der uma brecha, você possa compartilhar do evangelho. O problema é que muitos tem preconceito e não sabem conversar. Acusam, mas tem amor no falar. O que fará a diferença será sua vida em relação a dela. Tem um livro chamado: 'A Graça de Deus e o Homossexual que mora ao lado' de Alan Manning Chambers. Ele esteve conosco e compartilhou muitas de suas experiências. Foi muito legal. Espero ter contribuído."

Com amor,
@AbileneLeite

Como posso evangelizar sem deixar a minha timidez atrapalhar?

Como posso evangelizar sem deixar a minha timidez atrapalhar? Várias meninas, assim como eu, são tímidas e sentem vontade de falar de Cristo para as outras pessoas, mas não sabem por onde começar. Minha dica para vocês e para todas que querem falar do amor de Jesus Cristo para as pessoas é que: O primeiro modo de evangelizarmos é com o nosso modo de viver. Não adianta apenas falar, as nossas ações e atitudes devem coincidir com o nosso falar. Outra dica muito importante é que para evangelizarmos devemos deixar o Espírito Santo agir em nossas vidas. Não precisamos temer; devemos orar à Deus e deixar que o Espírito Santo fale por nós. Devemos pedir a Deus sabedoria e capacitação, e não deixar que a timidez atrapalhe na hora de evangelizar.
Essa semana, eu estava lendo a Bíblia no colégio e chegou o meu colega e perguntou se eu já tinha chegado no livro de Apocalipse, - esse meu colega é ateu, e ele me fez essa pergunta porque estou a quase 3 meses com o propósito de ler a Bíblia inteira, naquele dia eu estava em Hebreus - e conversamos um pouco e até contei sobre a história de Lázaro. Depois de nossa breve conversa, me dei conta que realmente aquilo tinha acontecido, e de como o Espírito Santo me usou naquele momento.
Sei que plantei uma semente ali; mas nem todas as sementes que plantarmos nos corações das pessoas vão brotar; cabe a elas escolherem o caminho que vão seguir. Porém, saiba que você fez a sua parte, cabe a elas escolherem. Vocês lembram da Parábola do Semeador? A semente que caiu à beira do caminho é quando alguém ouve a mensagem e entende, mas o Inimigo vêm e arranca o que foi semeado. A semente que caiu em terreno pedregoso, é a quem ouve e entende a palavra e recebe de bom grado, mas quando vem as tribulações logo a abandona. A semente que caiu entre os espinhos, é a quem ouve a palavra, mas por causa de preocupações a sufocam e não frutificam. Entretanto, a semente que caiu em boa terra, é a quem ouve e entende a palavra, e dá uma boa colheita (Mt 13.1-23 / Mc 4.1-20 / Lc 8.4-15).
Lembre-se sempre que Jesus nos deu uma missão, e esta missão está descrita em Marcos 16.15: "Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura".

Vejam este vídeo, e reflitam!.

"Uma carta do Inferno!"

.
Com amor,
@AbileneLeite